O desafio da gestão eficiente para gerenciar atividades na pecuária

0
423

Gestão eficiente, como redução de custos e melhoria dos indicadores operacionais, é uma busca incessante das empresas de todas as áreas de atuação. Mas será que há conhecimento efetivo do real significado de gestão eficiente? No dicionário, eficiência está relacionada a quem desenvolve alguma coisa (trabalho ou tarefa), de modo correto e sem erros; obtém ou ocasiona resultado esperado; que alcança bons resultados com mínimo de desperdício.
Portanto, eficiência na produção significa garantir a velocidade necessária sem abrir mão da qualidade, para que não haja necessidade de retrabalho. E, para alcançar essa gestão eficiente, a empresa deve estar atenta ao seu desempenho organizacional. Ou seja, é preciso que a alta administração tenha controle pleno de tudo o que acontece, seja no micro ou macro ambiente.
O gestor deve ter em mente que a busca pela excelência é contínua – o mercado não permite descuidos com relação à qualidade do produto oferecido, mas, ao mesmo tempo, não quer pagar mais por isso. Dessa forma, se justifica a necessidade de um rígido controle de processo produtivo, com indicadores nas várias fases do processo, para garantir uniformidade do início ao fim.
Nesse sentido, inovação é a palavra de ordem para garantir a diferenciação no mercado. E, para inovar, é necessário que a empresa tenha velocidade na tomada de decisão que, por sua vez, deve ser amparada por informações gerenciais precisas e, portanto, confiáveis.
A pecuária brasileira cresce ano após ano, assim como a necessidade de o produtor de se profissionalizar e buscar tecnologias que o auxiliem na busca por rentabilidade. É necessário produzir mais e melhor, gastando menos, com o uso de tecnologias que possibilitam longevidade aos sistemas pecuários, os quais – normalmente – são passados por gerações.
É importante observar a forma de crescimento das empresas pecuárias para que isso não se transforme em um problema futuro. Os investimentos devem ser planejados para garantir o aumento de escala, no qual o custo de produção se mantenha ou, melhor ainda, diminua. Há milhares de exemplos de empresas que passaram por esse processo e contabilizaram grandes prejuízos, comprometendo seriamente seu negócio e até desaparecendo. Por isso, é preciso fazer planejamento eficaz de longo prazo para proporcionar a segurança necessária para o empresário tomar a decisão para investir corretamente.
A boa notícia é que no mercado há diversas ferramentas que auxiliam as empresas pecuárias a melhorar o seu modelo de gestão. A dica é extrair o melhor dessas ferramentas, de forma a desenvolver um modelo próprio de gestão, de acordo com as particularidades e recursos disponíveis de cada organização. O mais importante é que esses processos sejam utilizados de forma integrada entre todas as áreas e não caminhem individualmente.
Porém, o maior desafio não é desenvolver um bom planejamento, mas colocá-lo em prática. Para isso, é preciso ajuda de especialistas. A CS Compu-Software desenvolve soluções para propriedades pecuárias e tem know-how na atividade, podendo auxiliar as empresas nesse processo com soluções que permitem transformar o negócio de forma integrada, fornecendo informações precisas em tempo real. Esse processo garante agilidade no compartilhamento de informações com a alta direção e respostas rápidas às oscilações do mercado, colaborando para a redução de custos e excelência produtiva.
 
*Paulo Ribeiro – Mestre em Engenharia de Produção pela UNESP, MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas, Tecnólogo em Processamento de Dados.  Atua como Consultor em Gestão Empresarial na CS Soluções em Gestão Empresarial e professor do curso de Pós-Graduação em Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here