Consulta popular

0
589

E3 02

Com o objetivo de receber sugestões que possam contribuir para o aprimoramento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Ministério da Educação (Mec) abriu uma consulta pública direcionada para a participação da sociedade. Para opinar, os interessados precisam responder um formulário contendo três questões, disponível no endereço eletrônico http://pddeinterativo.mec.gov.br/ .
Na página, os internautas deverão fornecer respostas para as seguintes questões: a ) Qual é a sua sugestão para a ampliação do banco de itens nas quatro áreas de conhecimento do ENEM (linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias)? b) Qual a sua sugestão para o aprimoramento da logística, segurança e aplicação da prova? 2) Gostaria de fazer algum outro comentário acerca do tema? A participação poderá ser realizada até o dia 17 de março.  
Conforme Luiz Carlos Costa, que é secretário executivo do Ministério da Educação, toda a sociedade deve participar do desenvolvimento do exame. Segundo ele, o Enem envolve alunos, famílias, sociedade e escolas, e é um processo que vem se aprimorando nos últimos anos. Entre as mudanças cogitadas pelo novo ministro da Educação, Cid Gomes, está a possibilidade da criação de um sistema que permita a realização de uma modalidade online do Enem.

Última edição
Segundo dados do Ministério da Educação, em 2014 prestaram o Enem 6.193.565 candidatos (71% do total de 8.721.946 inscritos). Entre os alunos participantes, 529.374 obtiveram nota zero na  prova de redação (8,5% dos candidatos). Deste número, foram anuladas 248.471 redações. O MEC também informou que 250 candidatos tiveram nota mil na redação, número máximo possível. Além disso, pouco mais de 35 mil alunos obtiveram notas entre 901 e 999.
Para conseguir a nota mil no Enem, o candidato deve atender cinco exigências da banca examinadora que vão desde o domínio da língua escrita até a apresentação da solução para o problema. As redações são corrigidas por dois especialistas, sem que um saiba a nota dada pelo outro. Cada corretor atribuirá uma nota entre 0 e 200 para cada uma das cinco competências, sendo o total de mil pontos.


Histórico

 

Criado em 1998 com o objetivo de avaliar o desempenho do estudante ao fim da educação básica, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) objetiva contribuir para a melhoria da qualidade do nível de escolaridade. A partir de 2009 o Exame passou a ser utilizado também como mecanismo de seleção para o ingresso no ensino superior.
Ao longo do tempo, foram realizadas mudanças no Exame com foco na democratização das oportunidades de acesso às vagas oferecidas por Instituições Federais de Ensino Superior (IFES), para a mobilidade acadêmica e para induzir a reestruturação dos currículos do ensino médio.
A utilização dos resultados do Enem para acesso ao ensino superior pode ocorrer como fase única de seleção ou combinado com seus processos seletivos próprios. O Enem também é utilizado para o acesso a programas oferecidos pelo Governo Federal, a exemplo do Programa Univer­sidade para Todos (ProUni).

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here