Incluir é preciso

0
529

 

A inclusão de alunos com algum tipo de necessidade especial em turmas regulares de ensino é apontada como um importante caminho para a construção de uma sociedade mais igualitária, que respeita e reconhece a sua heterogeneidade. Segundo especialistas, o contato entre os alunos colabora com o desenvolvimento e a socialização de todos os envolvidos no processo, não apenas das crianças que têm alguma dificuldade motora ou cognitiva, por exemplo. Ou seja, trata-se de um caminho de mão dupla.

Apesar de evoluções no processo de inclusão desde que começou a tomar corpo, ainda há muitas críticas no que tange a eficiência do processo. No caso do ensino de inglês para alunos surdos, tema que é abordado nas páginas 6 e 7 desta edição, o argumento é de que ainda faltam metodologias e estrutura necessária para ensinar de forma adequada os estudantes, entre outros pontos.

O tema acima foi e é objeto de estudo da educadora e pesquisadora Tânitha Gléria de Medeiros, que acabou de lançar um livro sobre o assunto. Nesta edição, ela fala sobre a importância da inclusão, como se dá o processo de ensino de um novo idioma para alunos surdos e fala sobre os problemas a serem superados para que a inclusão aconteça em toda a sua extensão. O tema é de grande relevância. Uma boa leitura!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here