Paço discute gestão ambiental

0
461

Espaço aberto para discussões sobre sustentabilidade e seus desdobramentos, o III Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável (EMDS) apresentou na última quinta-feira, 9, planos para a gestão ambiental do município. O evento, que ocorreu no Cen­tro de Convenções Ulysses Gui­marães, em Brasília, contou com o painel estratégias que en­fatizou o planejamento e me­canismos de controle para melhorar a gestão ambiental. Como moderador da palestra esteve o presidente da Agência Muni­ci­pal do Meio Ambiente (Amma), Pedro Wilson Guimarães.

“Pensar sustentabilidade é traçar uma meta de desenvolvimento para o futuro e melhorar a qualidade de vida da população. Esse é o nosso objetivo. Precisamos discutir estratégias e incorporá-las em nossa conduta gestora, pensando que é preciso possibilitar que as pessoas, agora e no futuro, atinjam um nível satisfatório de desenvolvimento social e econômico e de realização humana e cultural, fazendo – ao mesmo tempo – um uso razoável dos recursos da terra e preservando as espécies e os habitats naturais”, disse Pedro Wilson.
O gestor enfatizou a importância da participação dos representantes municipais. “O desafio é grande, mas eventos como este elevam o nível da discussão e possibilitam que cada um conheça a realidade que os municípios têm enfrentado. Pensar em melhorias que contemplam as esferas municipal, estadual e federal é pensar em um futuro melhor para todos”, declarou.
A palestra teve o intuito de discutir a atual arquitetura legal e institucional de gestão do meio ambiente para a sua preservação. O planejamento deve estar em consonância com instrumentos de regulação e contar com o engajamento da sociedade. O enfoque principal da mesa é o que os municípios, os estados e a União têm feito e como podem atuar para melhorar a sua gestão ambiental.

Encontro
Tratando-se de um grande evento sobre sustentabilidade, o III Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável (EDMS) é uma forma de discutir assuntos recorrentes e novos temas que geram desafios para os gestores quanto ao suprimento das necessidades da atual geração sem comprometer o futuro daqueles que ainda virão. Uma de suas metas é incluir a sustentabilidade em seus programas de governo e criar agendas propositivas de desenvolvimento local sustentável, fomentando o interesse dos municípios em melhorar a qualidade de vida da população nas cidades. A primeira edição do encontro ocorreu em 2012, organizada pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP).


Linhas de ônibus são estendidas na capital

 

Duas linhas do transporte coletivo terão os itinerários ampliados a partir desta quarta-feira, 8, para atender a demanda dos moradores do Setor Leste Universitário e Residencial Antônio Carlos Pires, em Goiânia. A Companhia Me­tropo­litana de Transportes Coletivos (CMTC) informa que, com a extensão do trajeto, a linha 164 – T.Gyn Viva/Cen­tro/Universitário circulará por ruas do Setor Leste Uni­versitário.
Com o novo itinerário, os ônibus da linha vão passar pela Avenida Universitária, ruas 250, 227-A e 238 e 5ª Avenida, no Setor Leste Universitário, contornando a Praça Universitária, seguindo o trajeto normal pela Avenida Universitária. O atendimento nas ruas 261 e 260 foi desativado.
Outra mudança é na linha 343 – PC Campus/Orlando de Morais que atenderá aos moradores do Residencial Antônio Carlos Pires. Os ônibus agora vão trafegar pela Rodovia GO-482, Avenida Elza Pires, Rua ACP-22, Rua ACP -11, Rua ACP-19, Rua ACP-23, no Resi­dencial Antônio Carlos Pires, seguindo pela Rua OM, Ave­nida Samambaia, Avenida Odícia Morais, no Residen­cial Orlando de Morais.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here