Aparecida lança unidade de suporte para pacientes com dengue

0
881

A prefeitura de Aparecida por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) lançou nesta sexta-feira, 17, uma unidade suporte para atendimento a pacientes diagnosticados com dengue no município. A base de apoio está instalada na Unidade Básica de Saúde (UBS) Mansões Paraíso que fica na Rua J-50 com J-48, quadra 65, próximo ao Parque da Criança e Anel Viário, no setor Mansões Paraíso. “Criamos essa alternativa para tentar desafogar e poder atender as outras demandas além da dengue em nossas unidades”, ressalta a coordenadora de Urgências da SMS, Hérica Leguizamon.

O atendimento a pacientes com dengue na UBS Mansões Paraíso começou pela manhã e funcionará de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h. A unidade funcionará excepcionalmente neste feriado prolongado. O local terá 16 pontos de reidratação intravenal, sendo 12 cadeiras e quatro macas, dependendo da situação do paciente. Para atendê-los, a unidade terá duas equipes compostas por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. “Lembramos que a UBS Mansões Paraíso continuará atendendo normalmente pelo programa Estratégia Saúde da Família (ESF). Estamos apenas usando parte das dependências da unidade para suprir a necessidade”, salienta Hérica.

Segundo a coordenadora, quem estiver com sintomas e apenas suspeita de dengue deve procurar um cais na cidade para, em seguida, ser encaminhado a UBS Mansões Paraíso. “Aquele paciente que já foi atendido em uma unidade de saúde e tenha a pulseira de identificação ou carteira da dengue pode se encaminhar para a UBS que receberá atendimento”. A unidade suporte atenderá apenas casos confirmados da doença.

Pela proximidade com a capital e com uma demanda maior que as demais unidades, um micro-ônibus fará o traslado dos pacientes com casos confirmados de dengue do Cais Nova Era à UBS Mansões Paraíso. O veículo tem capacidade para transportar até 20 pacientes por viagem e estará à disposição da SMS exclusivamente para este serviço. “Como o paciente precisa passar por um cais ou UPA, o transporte será feito assim que a pessoa receber o diagnóstico da doença e precisar de reidratação”, relata Hérica.

Demanda – Em função da greve dos servidores da saúde de Goiânia, o aumento da demanda em Aparecida já ultrapassa 50% em algumas unidades, como Cais Nova Era e Garavelo. Todas as unidades já estavam sobrecarregadas pela grande incidência de dengue no município e, agora, atendem acima da capacidade. As equipes dos cais e Unidades Básicas de Saúde (UBSs) estão se desdobrando para atender todos, priorizando obviamente os casos de urgência.

Dengue – Em Aparecida, de janeiro até hoje, já foram registrados 5.436 casos de dengue. “O poder público vem fazendo a sua parte com mutirões, ações de limpeza e orientações, mas é preciso que o aparecidense se conscientize que também deve agir e não deixar locais propícios para a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, como pneus descobertos, garrafas com boca para cima, sacos e copos plásticos, calhas e caixas d´água destampadas”, destaca a diretora de Vigilância em Saúde Ambiental da SMS, Fernanda Cássia.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here