Secretaria de Educação apresenta Plano Municipal

0
534

 

A Prefeitura de Senador Canedo, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, promoveu a 1ª audiência pública para o Plano Municipal de Educação, na última quinta-feira, 23.

Na ocasião foram discutidas metas e sugestões para a construção de um Plano Municipal de Educação que se adéque a realidade do Município. A reunião foi aberta à comunidade. Profissionais da educação e os diferentes segmentos e setores da sociedade local, ligados à educação também estiveram presentes.

“Foi discutido um planejamento para próxima década. A participação de gestores, professores, alunos e a população em geral são de fundamental importância para não se esquecer de nenhum parâmetro e meta”, explicou a secretária de educação, Edivânia Braz.

A secretária ressaltou que o princípio da participação é o centro de todo o processo de construção do Plano Municipal de Educação, sendo imprescindível se considerar as prioridades de cada lugar. “Justamente por esse motivo é que a ampla participação dos diversos setores da sociedade ganha ainda mais significado. Desta forma, todos os setores representativos da sociedade devem estar representados e se sentirem contemplados em suas especificidades”, destacou a secretaria”, destacou.

Edvânia esclareceu ainda que não só a rede municipal faz parte do Plano, mas também, a rede estadual, particular e de ensino superior. “Estamos visando à educação em sua totalidade. Isso é fundamental para o crescimento de Senador Canedo”.

Entre algumas das metas apresentadas pela Secretaria de Educação para a próxima década, estão:

• Elevar a escolaridade média da população de 18 para 29 anos;

• Fomentar a qualidade de educação básica em todas as etapas e modalidades, com melhoria do fluxo escolar de modo a atingir melhores notas no Ideb;

• Oferecer educação em tempo integral em, no mínimo, 50% das escolas públicas, de forma a atender pelo menos 25% dos alunos da educação básica;

• Alfabetizar todas as crianças, no máximo até o 3º ano do ensino fundamental;

• Elevar a taxa de alfabetização da população com 15 anos ou mais para mais de 93,5% até 2015;

• Oferecer no mínimo 25% das matrículas de educação de jovens adultos nos ensinos fundamental e médio, na forma integrada à educação profissional;

• Triplicar as matrículas da educação profissional técnica de nível médio, assegurando a qualidade da oferta e pelo menos 50% da expansão no segmento público;

• Elevar a taxa bruta de matrícula na educação superior para 50% e taxa líquida para 33%;

• Elevar a qualidade da educação superior e ampliar a proporção de mestres e doutores do corpo docente em efetivo exercício no conjunto do sistema de educação superior para 75%, sendo do total, 35% doutores;

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here