Balança comercial registra superávit pelo 15º mês consecutivo

0
540

O superintendente de Comércio Exterior, William O`Dwyer, apresentou à imprensa na tarde desta quinta-feira, dia 07, os resultados da Balança Comercial referente ao mês de abril, mês em que Goiás registrou pelo 15ª vez consecutiva superávit de U$ 151,8 milhões. No mês passado foram exportados US$ 398 milhões, enquanto as importações somaram US$ 246,7 milhões. No acumulado do ano (de janeiro a abril), a balança já registra superávit de US$ 600 milhões, tendo sido US$ 1,7 bilhões exportados e US$1,1 bilhões importados. As exportações goianas em abril representaram 2,93% do total exportado no país no período.

Mais vendidos

Soja e derivados encabeçaram a lista dos produtos mais vendidos para o exterior somando US$123.977 mi. Na sequência aparecem as carnes com US$107.922 mi, seguido de um produto que teve uma expressividade atípica, o sulfeto de cobre US$ 40.514, que registrou aumento de 119,59% na sua procura. Em quarto lugar surgem as ferroligas com rendimento de US$30.432 mi; couros e derivados (US$26.535 mi); ouro, açúcar, milho e amianto também figuram entre os produtos mais vendidos para o exterior.

A China manteve a liderança entre os países que mais compram de Goiás. Em abril, o continente asiático foi responsável por comprar mais de US$110 mi em soja, ferroligas, couros, carnes, aves, glicerol, algodão e açúcar. O comércio estabelecido com o país representou 27% de tudo que foi exportado no mês.

Os países baixos (Holanda) assumem a segunda colocação, principalmente motivado pela presença do Porto de Roterdã, porta de entrada de produtos goianos no continente europeu. Por lá entraram 17 diferentes produtos goianos totalizando US$31.133 mi. A Índia destacou-se no terceiro lugar ao investir na compra de sulfeto de cobre, amianto, açúcar, couros e medicamentos somando US$28.697 mi. O quarto e quinto lugar foram ocupados por Rússia e Alemanha.

Importações

Os produtos para a indústria farmacêutica despontaram em primeiro lugar somando US$51.454 mi, correspondendo a 20,85% do valor importado. Em seguido estão os componentes para a indústria automobilística, produtos químicos orgânicos, caldeiras, máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos, adubos e fertilizantes, entre outros. Suíça, Japão, Estados Unidos e Coréia do Sul foram os principais países a vender para Goiás.

Missões internacionais

O bom desempenho de Goiás no cenário comercial mundial deve-se ao esforço do Governo em apresentar as potencialidades e riqueza dos produtos goianos para o mundo a fora. Em recente missão em Portugal, a comitiva goiana teve oportunidade de visitar importantes empresas e líderes políticos interessados em estreitar os laços comerciais.

Segundo adianta o superintente William O´Dweyer, em julho Goiás se prepara para receber a visita do vice primeiro ministro de Portugal. Paulo Portas. “Ele ficou tão interessado em tudo que lhe apresentamos em nossa visita, que está agendando uma visita pessoalmente ao nosso Estado em julho. Estamos negociando a entrada de nossos produtos pelo Porto de Sines, o que permitiria atender Portugal, Espanha e outros países mediterrâneos com mais agilidade”, analisou.

Em junho, uma comitiva goiana percorrerá o Leste europeu visitando Rússia, Polônia e Bielorússia. Em outubro, o destino será Holanda, Bélgica e Alemanha, em uma missão chefiada pelo governador Marconi Perillo. “Esse é um ano de fortalecimento das relações de Goiás com os seus principais parceiros comerciais. Temos o objetivo de inserir cada vez mais nossos protudos na pauta do comércio mundial”, declara o superintendente.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here