Matemática on line

0
652

Na hora da prova é sempre a mesma estória: o coração dispara, as mãos ficam trêmulas, a cabeça dói, o corpo inteiro é tomado por uma sensação de desconforto e o famoso esquecimento (branco) toma conta da avaliação. O resultado vem com a dolorosa nota baixa, destacada em vermelho no papel, registrada pelo professor. O que resta é se debruçar diante do poderoso chefão da matéria, o professor de matemática, para fazer aquele dramalhão e assim ter uma segunda chance com o objetivo de abolir o avermelhado do boletim.

Esse é o primeiro desafio que o educador tem logo de início ao lecionar a disciplina de matemática na escola. O segundo é disputar com a tecnologia a atenção do aluno, representado por um simples smartphone conectado a internet. Diante desse quadro, o que resta a qualquer professor, mas principalmente para o de matemática, é deixar o ensino clássico tradicional da disciplina e partir para o uso de novos recursos didáticos que podem ajudar a prender a atenção do aluno.
O estudo ‘Objetos de Aprendizagem em Sala de Aula: Recursos, Metodologias e Estratégias para a Melhora da Qualidade de Ensino’ realizado pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), entre alunos de escola pública do ensino médio em São Paulo, mostrou que o uso de ferramentas tecnológicas educativas melhorou em 32% o rendimento dos alunos em matemática e física em comparação aos conteúdos de forma expositiva em sala de aula. A pesquisa mostrou que os estudantes com maior desempenho em sala de aula obtiveram maior rendimento com o uso das ferramentas tecnológicas. Inclusive, mais da metade (51%) melhoraram as suas notas.

Contribuição para o aprendizado
Em Goiás, o professor de matemática pela Universidade Federal de Goiás (UFG), Paulo Murillo dos Santos, de 33 anos, insatisfeito ao ver a dificuldade dos seus alunos com a disciplina que ministra há 16 anos em três escolas particulares, em Goiânia, criou o site www.acheiox.com.br. A iniciativa tem o objetivo de tornar a matéria de matemática prazerosa e instigante entre pais, alunos e educadores. Criado desde 2009, de forma gratuita, o endereço tem o desafio de divulgar jogos matemáticos que envolvem raciocínio lógico, músicas e artigos voltados para a disciplina, além de materiais disponibilizados em Power Point.
O matemático explica que o site é alimentado todas as semanas com descrição de novos jogos e desafios que o aluno pode jogar em casa, com os seus pais ou sozinho, e o professor pode levar para dentro da sala de aula, para melhorar a didática. “Sempre gosto de trazer um conteúdo interativo para o público e assim mostrar que a matemática não é um bicho de sete cabeças”, acrescenta Paulo Santos, mestrando em matemática pela UFG.


Bom resultado

Com o auxílio do website www.acheiox.com.br, que é utilizado como auxiliar nas aulas de três escolas particulares em que o professor Paulo Santos leciona a disciplina de matemática, tem sido possível sentir uma melhora nas notas dos alunos desde que a ferramenta começou a ser usada, além de ajudar na relação harmoniosa com os estudantes, garante o educador. “A disciplina de matemática precisa deixar de ser um problema entre o aluno e o professor, para isso é necessário utilizar recursos que os jovens possuem a facilidade de utilizar no seu cotidiano”, explica o educador.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here