Marconi vai à ANTT por obras em Goiás

0
505

Governo 1

O governador Marconi Perillo se reuniu com o presidente da ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres – Jorge Bastos, na última quarta-feira, 27, em Brasília, para impulsionar quatro projetos de mobilidade urbana que vão impactar positivamente no futuro de Goiás, mais precisamente nos Entornos de Goiânia e de Brasília. As obras, reivindicadas de forma permanente pelo governador nos últimos anos, estão sendo projetadas para que sejam iniciadas neste ano e em 2016.

Na pauta da reunião, que contou ainda com a presença do secretário de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima), Vilmar Rocha, e de vários diretores da ANTT e um representante da empresa Triunfo Concebra – concessionária que administra a BR-153 no trecho goiano, estiveram em discussão a construção da linha do Trem de Passageiros entre Brasília/Goiânia; a Iluminação da BR-153 no trecho entre Goiânia e Anápolis; a extensão do BRT de Santa Maria/DF até Luziânia/GO e a construção do Anel Leste da BR-153 que desviará o curso da rodovia dos trechos urbanos de Aparecida de Goiânia e Goiânia.

Projeto que vem sendo discutido desde 2012, quando houve a assinatura de Protocolo de Intenções entre o Governo do Estado de Goiás e a Sudeco, o Trem entre Brasília/Goiânia entrou 2015 com algumas definições. Dentre elas está a construção das paradas na Praça do Trabalhador, em Goiânia, e no Daia, em Anápolis. Elas se somarão às paradas já definidas nos municípios de Águas Lindas de Goiás e Santo Antônio do Descoberto.

Os próximos passos, de acordo com o que ficou definido no encontro de hoje, serão uma reunião na Secima para apresentação do Ministério dos Transportes sobre a possibilidade de agregar valor às Estações de Passageiros em Goiânia, Anápolis e Brasília; a finalização do estudo de viabilidade técnica e econômica até o mês de agosto e a elaboração do projeto básico para a licitação das obras.

Em relação à iluminação da BR-153 ficou definido para breve a assinatura de um termo de compromisso entre o Estado e a Concebra – com a assinatura de Protocolo de Intenções – visando efetivar a iluminação do trecho entre Goiânia e Anápolis. Após, a ANTT dará a autorização para o início da obra. Segundo o governador Marconi Perillo, a Concebra se comprometeu ainda a construir terceiras faixas nos dois sentidos da rodovia entre Goiânia e Anápolis, obra que deve ser iniciada no ano que vem.

De acordo com a proposta, a Concebra, em forma de compensação pelas obras de iluminação pública implementadas pela Agetop do Km 488 ao Km 518 da BR-153 (Goiânia, a partir do Jardim Guanabara até Aparecida de Goiânia), se compromete a executar e custear a iluminação de Goiânia a Anápolis. “A iluminação será feita com o dinheiro que caberia ao Estado na forma de indenização pelos investimentos realizados na iluminação desse trecho da BR-153”, explicou o governador.

O prolongamento do BRT que liga Brasília a Santa Maria, no extremo sul da capital federal, até Luziânia, de acordo com o presidente da ANTT, Jorge Bastos, é obra prioritária do Governo Federal na região. A obra está em fase de contratação de consultoria para realização de estudos de viabilidade a fim de que seja lavrado o termo de referência para a contratação de empresa especializada no desenvolvimento do projeto básico.

Em relação ao Anel Leste da BR-153, o governador foi informado que o projeto básico já foi aprovado pela ANTT e o projeto executivo está em fase final de elaboração. A Triunfo Concebra, responsável pela obra, tem prazo de 30 dias para aprovar o projeto executivo junto à ANTT.

Pelo contrato, a Concebra teria até 2020 para executar a obra. Segundo o secretário Vilmar Rocha, a concessionária já sinalizou a intenção de finalizar as obras até 2017. “Ela só conseguirá cumprir esse prazo se iniciar os trabalhos este ano ou no início de 2016”, ponderou o governador Marconi Perillo. A obra custará R$ 250 milhões, recursos a serem financiados pelo BNDES. As desapropriações necessárias serão reembolsadas pelo Governo Federal.

O governador Marconi Perillo reconhece a dificuldade para que todas as quatro obras sejam finalizadas ainda dentro de seu quarto governo. Todavia, disse, não trabalha com esta perspectiva. “Quando realizamos um governo, nós pensamos no Estado. Independentemente de terminar neste ou no próximo governo, o fato é que nós estamos consolidando projetos que, mesmo que não fiquem prontos até o final do meu governo, serão absolutamente úteis e decisivos para o futuro de Goiás. Se nós não tivéssemos começado a trabalhar isso lá atrás, com certeza nós não iríamos ter a chance de iniciar alguns desses projetos. O importante é que as sementes foram plantadas e nós estamos enxergando bem além das montanhas”, comentou.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here