Hélio de Sousa: “Vamos encerrar a pauta até o recesso”

0
874

Linha Direta - Recortar HELIO DE SOUSA FOTO ACIMAO presidente da Assembleia Legislativa, deputado Hélio de Sousa (DEM), tem contado com a cooperação das lideranças partidárias na Casa Legislativa para cumprir uma de suas principais propostas ao se tornar presidente da Alego, que era de não deixar pautas pendentes para os meses seguintes. Apesar de ter conseguido chegar muito perto de encerrar todas as pautas no primeiro mês de presidência, Hélio ainda não conseguiu cumprir à risca a proposta. Pior: nos últimos meses vem havendo uma diminuição no número de projetos votados pelos deputados. “Conversamos com as lideranças na terça, 26, e destacamos que é necessário um empenho maior por parte dos deputados para não deixarmos os projetos se acumularem. Recebi a promessa de que haveria empenho por parte de todos. Com isso, creio que encerraremos a pauta do semestre antes do recesso de julho”, indica o democrata. De fato, na sessão de quarta, 27, a Casa conseguiu aprovar 35 projetos, mesmo em meio a manifestações de professores da rede estadual de educação.


O povo foi derrotado”

 

Eduardo Cunha (PMDB), presidente da Câmara Federal, ao comentar a derrota do voto distritão;


Golpe
O vereador Thiago Albernaz (PSDB) foi à tribuna da Câmara Municipal de Goiânia para reclamar dos colegas que o acusaram de ter dado um golpe ao ter encerrado sessão da Comissão Mista, a qual preside, na quarta, 27, sem ouvir o que os membros da comissão tinham a propor.

Regimento
Thiago ouviu apenas o relator da reforma administrativa, vereador Fábio Lima (PRTB), e encerrou a sessão amparado pelo Regimento Interno da Casa. Os que mais reclamaram do tucano foram Carlos Soares (PT), Zander (PSL) e Deivison Costa (PTdoB).

Longa
A sessão foi reaberta na quinta, 28, às 14h e seguiu até às 19h30. Entre as alterações aprovadas estão a fixação da data base dos servidores em 1º de maio; a manutenção do Fundo Municipal de Meio Ambiente e a permanência dos fiscais ambientais na Amma.


Terça
Agora a reforma administrativa da prefeitura de Goiânia segue para segunda votação nesta terça-feira, 2. A expectativa da base aliada do prefeito Paulo Garcia (PT) é que ela seja aprovada sem dificuldades.

Sem força
Perto de conseguir o registro da Rede Sustentabilidade junto ao Tribunal Superior Eleitoral, o futuro partido da ex-presidenciável Marina Silva deverá ter dificuldades em Goiás. A aproximação com PSB e com PSDB em 2014 afastaram possíveis filiações no Estado. O deputado Major Araújo (PRP), por exemplo, repensa filiação no novo partido.

Sem atrativos
Outro problema que afastou possíveis filiações goianas é que, se a Rede for aprovada, não terá direito a tempo de TV e ao fundo partidário por conta de lei sancionada pela presidente Dilma Rousseff em 2013 que inibe a criação de novos partidos.
Mea Culpa, mas…
O deputado estadual Ernesto Roller (PMDB) fez uma mea culpa de seu partido em relação à Celg na última semana, mas também indicou a culpa do PSDB. “A venda de Cachoeira Dourada foi, sim, ruim, para a Celg, mas nada comparado com o que o PSDB fez com a empresa”, disse.

Esquentando
A disputa pela prefeitura de Luziânia promete ser quente no ano que vem. O deputado federal Célio Silveira (PSDB) – ex-prefeito do município – não tem poupado críticas ao atual prefeito, Cristóvão Tormin (PSD). “Ele puxou oito suplentes para ter controle da Câmara e não tem recebido empresários”, acusa.

Conselho de Ética
O deputado estadual Humberto Aidar (PT) era só sorrisos na semana passada. Mentor do projeto que criou o Conselho de Ética da Assembleia, ele lembra que na legislatura passada muitos deputados eram contra a sua criação.

Tiro no pé
Segundo o petista, muitos não entendiam o porquê da criação do Conselho. “Muitos chegavam a mim e perguntavam por qual motivo eu estava fazendo aquilo. Diziam que seria um tiro no pé contra os deputados”, conta, sorrindo, o parlamentar.

Punições
Algumas das punições previstas que mais chamaram atenção do novo Conselho de Ética da Assembleia é a proibição da utilização do Pequeno e do Grande expedientes para realizar discursos, além, claro, da punição capital: a perda de mandato.

Reajuste
Passou despercebido em meados deste mês, mas o TSE reajustou os valores concedidos para alimentação de mesários e colaboradores convocados para eleições do próximo ano, que passou a ser de R$ 30. E a partir de agora, o valor será reajustado de dois em dois anos.

Kid Neto
A 6ª Câmara Cível do TJ-GO decidiu, por unanimidade, reformar sentença do juízo da 7ª Vara Cível de Goiânia e condenar os herdeiros do ex-secretário geral do PMDB, Kid Neto, morto em 2014, a indenizar o governador Marconi Perillo por danos morais, no valor de R$ 3 mil.

Contraventor
Neto, por meio de um tuíte, chamou o governador de ‘contraventor’, o que gerou processo por parte do tucano. O relator do processo, desembargador Fausto Moreira Diniz, considerou que a mensagem de Kid no twitter “constitui ato ilícito, passível de indenização”.


Rápidas

 

 

Após o governo de Goiás anunciar que extinguiria a Celg Telecom e a Goiás Gás, todos os funcionários da primeira foram exonerados na última semana. Entre eles, aparecia o nome do presidente regional do PSDB, Paulo de Jesus.

O deputado estadual Renato de Castro (PT) apresentou Projeto de Lei que isenta doadores de sangue e de medula óssea do pagamento de inscrição de concursos públicos em Goiás. “Queremos incentivar essa nobre prática com a iniciativa”, disse o parlamentar.
O deputado estadual Henrique Arantes (PTB) apresentou novamente requerimento que solicita informações sobre o pagamento de ISSQN pelas empresas prestadoras de serviço de transporte coletivo na região metropolitana, em 2013 e 2014.
Arantes já havia encaminhado documento com o mesmo teor à Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo. Como resposta, a diretoria da CMTC informou que os dados deveriam ser solicitados apenas pelas concessionárias do serviço.


Esforço
O deputado estadual José Vitti (PSDB), líder do governo na Assembleia, vem se esforçando para dizer que não há má vontade dele ou de nenhum outro deputado da base aliada na defesa do governo, apesar de não ser isso que se comenta nos bastidores da Casa.

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here