Tradições e manifestações de fé

0
613

Junho é um mês rodeado de tradições religiosas e culturais para nós, goianos. Na semana passada, por exemplo, foi comemorado a festa de Corpus Christi, que tem destaque no calendário católico. O dia lembra a instituição da Eucaristia (o Corpo e o Sangue de Cristo) na Igreja Católica. Historicamente, a comemoração vem de um fato ocorrido em Bolsena, Itália, onde em 1264 um sacerdote teria visto sair sangue ao partir uma Hóstia. O papa Urbano IV determinou que os objetos milagrosos fossem levados para a cidade de Orvieto, em grande procissão no dia 19 de junho de 1264. A festa foi oficialmente instituída cerca de três meses depois.
No Brasil, o Corpus Christi é celebrado com procissões e ornamentação das ruas por onde passam os religiosos. A festa é marca, principalmente, de cidades históricas como Pirenópolis. Lá é tradição a confecção dos tapetes de serragem colorida e flores do cerrado, cobrindo as ruas da cidade e mostrando a fé da população.
Outro evento popular do mês de junho são as tradicionais Festas Juninas. Na verdade, estas festas têm origem pagã e foram, com o passar do tempo, se unindo às tradições católicas. As Festas Juninas se confundem com a comemoração do dia de três santos muito populares: Santo Antônio (dia 13), São João (dia 24) e São Pedro (dia 29). A comemoração nas cidades relembra o ambiente bucólico do campo, onde tudo começou, com muita comida típica da roça, fogueira, bandeiras e a tradicional dança de quadrilha.
A Festa do Divino Pai Eterno é outra comemoração que marca o calendário católico no mês de junho. Na verdade, a festa em si é no primeiro domingo de julho, mas ela é comemorada desde uma semana antes. Muito tradicional em Goiás, quando os fiéis fazem peregrinação de todo Estado até o Santuário Basílica de Trindade. A partir de Goiânia, a trilha costumeira começa do viaduto próximo ao Terminal Padre Pelágio e termina no Santuário, mais de 20 quilômetros depois. Festa religiosa tradicional que a cada ano conquista mais e mais devotos.
A festa deste ano já tem calendário de programação, que você pode conferir na página 5. Além de ser uma expressão de fé, a comemoração é um dos principais marcos culturais do Estado.
Boa leitura, ótima semana!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here