A ordem é economizar!

0
562

E8 e E9 01 fgddAprender sobre conservação de energia, economia de água, educação ambiental, prevenção às queimadas e acidentes domésticos é importante e necessário dentro das instituições educacionais. No entanto, aprender tudo isso de forma lúdica e interativa, com a campeã mundial de ginástica artística, Daiane dos Santos, foi uma experiência marcante para alunos da rede municipal de ensino de Goiânia.
A ginasta, que esteve na Capital, entre os dias 11 e 13 de junho, é madrinha do Programa Furnas Educa e acompanhou as visitas da empresa de energia elétrica nas escolas municipais São José e Recanto do Bosque. Objetos como ferro elétrico, lâmpadas, chuveiro e celular foram utilizados durante a atividade educativa, que envolveu os educandos por cerca de uma hora e meia.
O aluno Moisés Henrique Ribeiro Rocha, 12 anos, do sexto ano se mostrou animado com o projeto na instituição. “Gostei muito de ver uma campeã aqui em nossa escola. Daqui para frente quero economizar mais energia e água, já que na minha casa só a conta de energia no último mês foi de R$ 220,00”, falou.
De acordo com Daiane dos Santos, madrinha do projeto, o Furnas Educa é uma das ações da empresa que apoia o lado social. “O Programa tenta fazer sua parte ao pensar no planeta e conscientizar para o futuro, as crianças e jovens. É mais fácil trabalhar com essa faixa etária de uma forma lúdica e com brincadeira. Tenho certeza que eles vão transmitir com lealdade e aplicar isso lá fora”, declarou.
Para a coordenadora pedagógica da Escola Municipal Recanto do Bosque, Claudilene Natal de Al­cântara, a palestra veio acrescentar ao Projeto Político Pedagógico da instituição. “Há cerca de três anos, os professores trabalham o desperdício de água, lixo, coleta seletiva

e assuntos relacionados à sustentabilidade, possibilitando resultados no cotidiano. Os alunos ao verem lixo no chão, mesmo que não seja deles, já recolhem”, afirmou.
Lara Kallyne Assunção Meireles, 11 anos, aluna do sexto ano, gostou e aprovou a visita da empresa de energia elétrica. “Foi excelente, aprendi outras formas de economizar energia, principalmente ao abrir a geladeira e sobre o banho, quando costumo demorar mais que dez minutos. Quero ficar mais atenta e economizar”, ressaltou a educanda.

Consciência ambiental
O Projeto Furnas Educa visita principalmente escolas de municípios onde a empresa mantém instalações de transmissão e geração de energia elétrica. Em Goiás, Furnas possui as usinas hidrelétricas de Itumbiara e Serra da Mesa, além de subestações em Barro Alto, Aparecida de Goiânia, Niquelândia, Anápolis e Rio Verde.
As visitas, em Goiânia, passaram por escolas municipais nos bairros Jardins do Cerrado IV, Conjunto Primavera e Recanto do Bosque. No total, 1, 2 mil alunos, com idade entre 5 e 12 anos, assistiram a palestra e receberam certificados de participação.
Valéria Cassimiro da Silva Morais, apoio pedagógico da Unidade Regional de Educação (URE) Maria Helena Bretas, ressalta que a proposta de Furnas possibilita a criança ter uma visão consciente de um planeta sustentável. “Foi uma excelente parceria entre a empresa e a Secretaria, uma vez que os alunos tiveram acesso aos temas com uma didática prazerosa que envolveu brinquedos cantados, jogos e a participação de uma atleta que abraça a campanha”, destacou.
Para Marcos Pedro da Silva, diretor do Departamento Pedagógico da Secretaria Municipal de Educação e Esporte, assuntos como uso racional de energia e água devem ser trabalhados desde a Educação Infantil. “É essencial trabalhar a consciência ambiental com crianças, pois podem também construir mudanças significativas em suas famílias, no que se refere à sustentabilidade”, ressaltou.


Projeto

Goiânia foi escolhida para dar início à segunda etapa do Projeto em 2015 que tem como alvo crianças de 5 a 12 anos da rede municipal ou estadual de Educação. Na primeira etapa, o Programa Furnas Educa passou por dez cidades do sul de Minas Gerais e envolveu mais de 8,5 mil alunos em 59 apresentações. Desde 2013, 80 mil crianças já tiveram contato com o projeto.
“O programa existe desde 2013 e surgiu com a prevenção às queimadas nas regiões onde  a empresa possui redes de alta-tensão. Depois reelaboramos e ampliamos o projeto, para que as crianças tivessem acesso a outros temas, como conservação de energia, economia de água e educação am­biental”, explicou André Sabino, coordenador do Programa Educa.
“As crianças são multiplicadoras, chegam em casa e falam com os pais, para desligar a luz que não está sendo usada, passar mais roupas de uma vez, não usar mangueira para lavar o chão ou carro. Isso representa um ganho para toda a sociedade. Já a Daiane dos Santos reforça a equipe, pois é muito importante a criança ou o jovem ouvir da Daiane essas orientações, porque ela tem amor pelo projeto”, acrescentou Sabino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here