Como os exames internacionais podem ajudar no progresso do aprendizado do inglês?

0
556

E1 04

Cada vez mais, os brasileiros têm investido seus esforços no aprendizado da língua inglesa. Seja com objetivos pessoais, viagens e lazer, ou profissionais e de estudos, a parcela de estudantes interessados cresceu muito nos últimos anos. Para atender a esta demanda, surgem também inúmeras novas iniciativas, métodos e escolas especializadas.
No final deste processo, observamos que apesar do grande número de estudantes do idioma, ainda são poucos os brasileiros que conseguem atingir seus objetivos e se comunicar com desenvoltura, dentro do nível pretendido. Mas como podemos identificar qual é a melhor metodologia de ensino para cada aluno? Como pode ser avaliado o progresso e corrigidas possíveis falhas ao longo do caminho?
Na minha percepção, como profissional do ensino de língua inglesa com mais de 29 anos de experiência, um fator determinante para esta divergência entre os objetivos pretendidos no início do aprendizado e os resultados alcançados ao final do ciclo é a forma como os brasileiros costumam enxergar a avaliação, principalmente os exames internacionais de certificação em língua inglesa.
Procurados pela maioria das pessoas a­pe­nas para efeito de comprovação de nível de proficiência (para estudos, imigração ou mer­cado de trabalho), o potencial dos exames internacionais para avaliar o progresso de aprendizado é desconhecido pelos alunos e, em consequência disto, desperdiçado.
Uma vez que não existe no País uma legislação ou organização que regule a qualidade dos cursos e escolas que se propõem a ensinar inglês, os testes de nível de proficiência aplicados por instituições internacionais reconhecidamente independentes podem cumprir o papel de oferecer uma avaliação isenta e dentro dos padrões mundiais. Desta forma, os alunos e professores conseguem ter uma visão clara do desenvolvimento em diferentes competências e habilidades, de acordo com os objetivos traçados por cada candidato.
Atualmente, existe no mercado brasileiro uma ampla gama de exames, inclusive com opções “customizadas” para diferentes níveis, interesses e objetivos. O portfólio oferecido inclui desde versões infantis, com linguagem especialmente voltada para este público; até versões com linguagem business e para professores. A escolha do teste pode influenciar diretamente a performance do candidato e ajudá-lo a conquistar autoconfiança para avançar nas diversas etapas ao longo do caminho, portanto deve ser realizada com muita atenção.
A ideia de acompanhar o processo de aprendizado com avaliações periódicas pode ser muito produtiva para identificar possíveis dificuldades e aprimorar as técnicas de estudo, sempre em conjunto com os professores. Quando se faz uma dieta, é comum acompanhar o progresso da perda de peso, com o ensino e aprendizado de inglês, é a mesma coisa, é fundamental ter um acompanhamento ao longo do tempo para comparar os resultados em curto, médio e longo prazo.
O exame internacional acaba funcionando como um diagnóstico, com resultados separados por habilidades, além de uma visão geral do nível do candidato no idioma naquele momento. Essa avaliação pode indicar mudanças importantes na trajetória do aluno e ser determinante para o sucesso ao final dos estudos.

Piri Szabo é Diretora Geral do escritório Cambridge English Language Assessment no Brasil e conta com mais de 29 anos de experiência no ensino e estudo da língua inglesa.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here