Raquel Teixeira conhece modelo de sucesso na educação coreana

0
606

E1 02

Em missão oficial à Coreia do Sul, a secretária de Educação, Cultura e Esporte, Raquel Teixeira, e o superintendente Executivo de Esporte, Júnior Vieira, foram recebidos na terça-feira, 30/6, em Seul, pelo Dr. Sun-Geun Baek, presidente do KEDI – Korean Educational Development Institute -, o departamento estratégico encarregado de pensar e inovar a Educação Coreana.
No encontro foram apresentados dados, projetos e bastidores da reformas que transformaram o país em estrela da educação mundial. “Foi uma honra ser recebida por eles e a reunião foi muito produtiva”, disse a secretária, que pretende viabilizar elementos que possam contribuir com a educação em Goiás e com a primeira reforma curricular no Brasil.
As informações recolhidas por Raquel serão apresentadas na próxima reunião do Conselho Nacional de Secretários de Educação – Consed.
A Coreia do Sul deu um salto de qualidade em apenas 50 anos. Já estão na oitava reformulação curricular enquanto o Brasil ainda discute a primeira reforma. De acordo com a professora Raquel, o Kedi realiza pesquisas para promover políticas educacionais baseadas em evidências e para melhorar competências no futuro. Um dos levantamentos em andamento visa criar subsídios para elaborar as novas políticas educacionais do governo rumo à educação para a felicidade.
Professora e pesquisadora com larga experiência, tendo sido secretária de Ciência e Tecnologia em 2005, quando ajudou o governador Marconi Perillo a criar a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás – Fapeg, Raquel Teixeira ficou impactada com o processo de se buscar soluções baseadas em evidências.
De acordo com ela, ficou claro que um dos pontos que mais contribuíram para que a Coreia do Sul conquistasse a excelência no ensino foi o investimento na formação continuada dos professores. Para ser professor, é preciso estar entre os 5% melhores alunos da universidade. E todos são avaliados: alunos e professores. Segundo ela, o aluno estuda das 7h30 da manhã até as 23 horas. “Eles têm obsessão pelo sucesso.”

KEDI – Korean Educational Development Institute
Fundado em 1972 e ligado diretamente ao Primeiro Ministro, o KEDI acaba de promover uma reforma no sistema de educação, com o objetivo de contribuir para fortalecer o caráter, as competências e a educação global necessárias para ser o sistema educacional líder no mundo.

Universíade
A missão goiana também acompanhará na Coreia do Sul a 28ª edição da Universíade de Verão, considerado o terceiro maior evento esportivo do mundo. Ao lado de Júnior Vieira, Raquel Teixeira representará o governador Marconi Perillo na solenidade de abertura dos jogos. A intenção é articular a candidatura de Goiânia como sede da próxima edição da Universíade, que acontecerá em 2019.


Divulgado edital para mais uma edição da Lei Goyazes

A Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) recebe a partir da segunda-feira, dia 6 de julho de 2015, a inscrição de novos projetos para o Programa Estadual de Incentivo à Cultura – Lei Goyazes. Os critérios de participação são baseados na Resolução nº6, de dezembro de 2014, do Conselho Estadual de Cultura (Disponível em http://www.agecom.go.gov.br/PDF/2015/05/08/999.pdf).

Podem se inscrever pessoas de todos os municípios de Goiás, exceto funcionários da Seduce, de todas as áreas – Educação, Cultura e Esporte – conforme a Lei 13.613, de 11 de maio de 2000.
As inscrições são feitas exclusivamente por meio físico, pessoalmente ou via Correios, no setor de Protocolo do Centro Cultural Marieta Telles Machado, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8 horas às 17h30, na Praça Cívica, nº2, Centro de Goiânia.

Como funciona
O Governo de Goiás financia projetos culturais por meio de renúncia fiscal do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Se aprovado na Lei Goyazes, o produtor recebe uma carta de crédito. Com isso, ele pode procurar empresas interessadas em financiar seu projeto. O valor investido pela empresa será descontado no ICMS pago ao governo. O programa é mantido pelo Governo do Estado e gerido pela Seduce. Os projetos são avaliados e aprovados pelo Conselho Estadual de Cultura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here