Raquel Teixeira vai conhecer reforma educacional da Coreia do Sul

0
525

Governo 1

A secretária Raquel Teixeira viaja em missão oficial à Ásia, neste sábado, dia 27, para acompanhar a 28ª edição da Universíade de Verão, considerado o terceiro maior evento esportivo do mundo que conta com a participação de milhares de atletas universitários de diversos países. A competição é organizada pela Federação Internacional do Desporto Universitário (FISU) e será disputada na cidade de Gwangju, na Coreia do Sul.

Ao lado do superintendente de Esportes da Seduce, Júnior Vieira, a secretária representará o governador Marconi Perillo na solenidade de abertura dos jogos. A intenção é articular a candidatura de Goiânia como sede da próxima edição da Universíade, que acontecerá em 2019. “As negociações já foram iniciadas. Ainda dependemos de alguns acertos e do apoio do governo federal, mas vamos conversar com os organizadores sobre essa possibilidade, que é grande”.

Reforma Educacional

Na viagem internacional à Coreia do Sul, que se estenderá até o dia 5 de julho, a secretária também participará de outro compromisso muito importante. Em Seul, à convite do Departamento de Educação (Korean Educational Development Institute), Raquel vai se inteirar de todos os detalhes da mais recente reforma educacional realizada no país. “No momento em que discutimos no Brasil a criação de um currículo único, nos interessa muito conhecer essa experiência de reformulação do sistema educacional da Coreia do Sul. O país deu um salto de qualidade em apenas 50 anos. Lá eles já estão na oitava reformulação curricular enquanto nós ainda estamos discutindo a nossa primeira reforma. Será uma oportunidade ímpar de aprender como se deu essa mudança nos bastidores”.

Consed e EduLab21

Segundo Raquel, todas as informações sobre a reforma curricular da Coreia do Sul serão replicadas por ela na próxima reunião do Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed), que reúne todos os secretários de estado de educação no Brasil. “O que for possível de ser viabilizado aqui, eu trarei como elementos para serem debatidos com meus colegas”, destaca ela.

No Brasil, a secretária de Educação lembra que as discussões sobre a reforma do Currículo Nacional único estão sendo intensificadas por meio de debates no Consed e de uma força tarefa deflagrada pelo Instituto Ayrton Senna. Uma dessas ações, conta ela, foi a criação em maio deste ano do EduLab21, grupo do qual Raquel participa como integrante do Conselho Consultivo. A primeira reunião do grupo foi realizada no dia 24 de junho na sede do Instituto Ayrton Senna, em São Paulo.

Esse Conselho Consultivo reúne apenas seis pessoas. São secretários estaduais de Educação considerados inovadores em suas ações e projetos. Além de Raquel Teixeira, estão representados também os estados do Rio de Janeiro (Antônio Neto), Santa Catarina (Eduardo Deschamps), Pernambuco (Fred Amancio), Acre (Marco Brandão), Ceará (Maurício Holanda) e Espírito Santo (Haroldo Rocha). O grupo foi criado com a proposta de auxiliar o EduLab21 na concepção, implementação e condução de iniciativas que respondam aos principais desafios enfrentados pelas redes públicas de ensino no Brasil.

O EduLab21 (Laboratório de Ciências da Educação no Século 21) conta com a participação de diversos pesquisadores de renome nacional e internacional na área educacional e tem seu foco de trabalho em três vertentes bem definidas, que são a pesquisa, a aplicação e a elaboração de políticas públicas para o setor educacional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here