Mais saúde e qualidade de vida

0
856

E6 e E7 01Os impactos da intensa jornada dos profissionais da Educação têm sido alvo de atenção da Prefeitura de Goiânia. Ações que visam manter e melhorar a saúde dos funcionários são parte de estratégias que buscam promover o bem-estar e garantir qualidade de vida aos professores e funcionários administrativos da rede municipal de Educação.
Um exemplo desta iniciativa foi a ação “Promoção de Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho” realizada entre os últimos dias 13 e 15 pela Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME). A iniciativa voltada para informação e prevenção de doenças silenciosas como o diabetes e a hipertensão arterial atendeu cerca de 110 profissionais na sede administrativa da Secretaria e também no Centro Municipal de Atenção ao Profissional da Educação (Cemape), localizado no Paço Municipal.
Com atuação de equipe multiprofissional, o atendimento aos funcionários buscou orientar sobre as maneiras de evitar e controlar esses problemas de saúde, além de ter dado dicas para manter uma boa alimentação e hábitos saudáveis.
Cerca de 50 trabalhadores tiveram a pressão arterial aferida e foi constatado que 26% apresentou hipertensão leve e moderada. “Essas pessoas foram orientadas a fazer monitoramento diário da pressão arterial para evitar futuras complicações”, explicou a gerente de Saúde e Segurança do Trabalho, Genivalda Cravo.

A pedagoga e neuropsicóloga, Gleice Arruda de Melo, que integra a equipe de atenção à saúde do trabalhador da SME, destacou a receptividade dos participantes. “Os profissionais foram receptivos, interessados e participativos”, destacou.
O cuidado com a voz também foi lembrado na programação da atividade, informou Cravo. “Fonoaudiólogas distribuíram informativos sobre cuidados com a voz e esclareceram sobre procedimentos básicos para manter a saúde da voz”. Em caso de rouquidão, os profissionais foram orientados a evitar leite e derivados, chocolate, café e alimentos condimentados; manter o organismo hidratado, com a ingestão de pequenos goles de água ao longo do dia; além de procurar um médico otorrinolaringologista e um fonoaudiólogo para iniciar a terapia.
Segundo dados da Junta Mé­di­ca Municipal, as doenças que mais acometem os profissionais da Educação são relacionadas à saúde mental e distúrbios osteomusculares. As estratégias para li­dar com essa realidade são dire­cio­nadas à prevenção, gerenciamento e intervenções desenvolvidas pela Secretaria de forma intersetorial e integrada, explica Cravo.

Principais Estratégias
A Secretária de Educação e Esporte, Neyde Aparecida, destaca conquistas importantes para garantir melhores condições de trabalho aos funcionários da rede municipal. “O Prefeito Paulo Garcia instituiu, em 2012, a Política de Segurança e Saúde do Trabalho dos Servidores Públicos no âmbito da Prefeitura de Goiânia. As ações nas instituições englobam treinamentos, avaliações dos ambientes, visitas técnicas e exigência do uso de equipamentos de proteção individuais (EPI)”, lembra.
A gestora também destaca a criação do Cemape, instituído em setembro do ano passado. A unidade concentrou os atendi­men­tos que já eram realizados desde 2011 em outra perspectiva de atuação: a Política Articulada de Educação da Paz (Epaz). “Desde sua criação, a Epaz tem am­pliado as estratégias de mediação de conflitos nos ambientes educacionais e promovido a saúde e a qualidade de vida dos profissionais da educação”, avalia.


Serviços Ofertados

Confira as atividades oferecidas pela Gerência de Saúde e Segurança do Trabalhador, cujos agendamentos são feitos pelo e-mail:epazsmegyn@gmail.com ou ofício.

Ecoformação: cursos e seminários nas áreas de mediação de conflitos, direitos humanos, educação da paz e Reiki.

Promoção e Prevenção à Saúde: projeto piloto com previsão de atender seis escolas. A iniciativa terá encontros semanais, entre agosto e dezembro.

Escola de Pais nas Instituições Educacionais: com encontros semanais, seis escolas receberão a Escola de Pais do Brasil durante o segundo semestre.

Palestras: temáticas voltadas para estresse, relações interpessoais saudáveis, entre outras.

Conciliação Escuta Ativa, Mediação de Conflito e Roda de Conversa: serviços prestados pela Comissão de Mediação de Conflito e Convivência Pacífica.

Atendimentos: Reiki, Estimulação Neural, Equilíbrio do Sistema Nervoso, Desintoxicação Sanguínea, Biodança, Pedagogia Sistêmica, Coral Epaziar, oficinas de trabalhos manuais e Sessão de Coaching Personal e Profissional.
Psicologia: visitas para acompanhamento de profissionais readaptados, com histórico de adoecimento e faltas constantes; orientação e palestras sobre saúde emocional.

Educação Física: atendimento e oficinas voltadas para ginástica laboral e relaxamento.

Enfermagem: palestras sobre doenças crônicas não transmissíveis, visitas de acompanhamento a profissionais com deficiência, campanhas diversas como tabagismo, DST/AIDS, etc.

Fonoaudiologia: palestras sobre saúde vocal e auditiva; cuidados com a voz; aquecimento e desaquecimento vocal e visitas.

Segurança: palestras sobre EPI, comunicação de acidente de trabalho, combate a incêndio, periculosidade e insalubridade, bem como elaboração de Programa de Prevenção de Riscos Ambientais e vistoria técnica.

Fisioterapia: avaliações, orientações posturais e auxílio em programas de reabilitação profissional.

Assistência Social: dinâmicas, visitas aos servidores readaptados, visitas domiciliares, orientação para exercício da cidadania e palestras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here