Ensino mais atraente

0
937

Quem nunca se encantou com um céu estrelado, com a lua cheia, se interessou pelos mistérios do espaço, das galáxias, sonhou em ser um astronauta? Muita gente, sem dúvida. A infância de muitos meninos e meninas, aliás, foi marcada por esse tipo de curiosidade, sonho.
Muitos desses sonhadores cresceram e deram continuidade ao desejo de investigar os corpos celestes e fenômenos que acontecem fora da atmosfera da terra, pois se tornaram astrônomos.
Para falar mais sobre a Astronomia, uma área instigadora e de grande relevância científica, esta edição do escola traz uma entrevista especial com a astrônoma Juliana Romanzini, docente da Universidade Federal de Goiás (UFG). Natural de Londrina (PR), a educadora falou do seu amor pela ciência, do quanto é importante, e teceu algumas críticas quanto ao ensino de física e astronomia nas escolas.
Uma dos pontos abordados por ela diz respeito ao repasse do conhecimento, ainda muito engessado, sem contextualização prática. Um problema antigo, que precisa ser revisto, pois implica na falta de interesse e aproveitamento dos alunos, e também pode  interferir na escolha profissional dos estudantes. Boa leitura!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here