O que é investir no esporte?

0
612

O Brasil termina neste domingo, 26, a sua participação nos XVII Jogos Pan-Americanos que foram disputados em Toronto no Canadá. Com um resultado próximo da última edição dos jogos (estimativa de sexta, 24, dia do fechamento desta edição), que ocorreram em 2011 em Guadalajara no México, o país se firma cada vez mais como uma da três potências olímpicas das Américas, ao lado de Estados Unidos e Canadá.
Sem dúvida foi um salto importante no esporte brasileiro. Em 1967, quando os jogos foram disputados em Winnipeg, também Canadá, o Brasil obteve apenas 27 medalhas no total. Em 2011, no México, o país somou 141 medalhas, desempenho que só foi inferior ao de 2007, quando o Brasil sediou a competição. No Rio de Janeiro, o país terminou em terceiro no quadro de medalhas com 157 no total. Desde 1999, também em Winnipeg, quando o Brasil ultrapassou a casa das cem medalhas, a delegação brasileira não sabe o que é terminar um Pan-americano com um número inferior à contagem centenária.
Nas Olimpíadas, a ascensão brasileira é do mesmo tamanho. Em Barcelona-1992, o Brasil conquistou três medalhas em toda a competição. De lá para cá, o país sempre mantém um desempenho de mais de dez medalhas. Em Sidney-2000, a delegação brasileira trouxe o maior número de medalhas em uma edição, com 21 no total. Contudo, nenhuma delas foi de Ouro. Em Londres, três anos atrás, o Brasil terminou os jogos com 17 medalhas no total, sendo três de ouro.
Se formos levar em consideração o desempenho brasileiro nos Pan-americanos e Jogos Olímpicos, não há dúvidas de que o esporte no Brasil melhorou nas últimas décadas. O grande problema é que investir no esporte vai além de patrocinar atletas para as disputas de alto nível. É muito importante o país conseguir formar atletas, mas tão essencial  – ou, talvez, mais – do que isso é investir no esporte como formação de cidadãos. Isso gera a redução na criminalidade, aumento da perspectiva de vida dos jovens, além da melhoria da saúde do cidadão no geral.
Estas são as maiores contribuições que o esporte pode dar para a sociedade brasileira, tirando os adolescentes da mira das drogas e de uma vida sem perspetiva e os integrando à sociedade. Isso é possível se aliarmos o esporte à educação. É fundamental que o Estado apoie e incentive aqueles que se destacam e têm interesse em continuar no esporte como atleta de alto nível. Mas isso não é tudo. A formação social e profissional de uma pessoa por meio do esporte é a medalha mais dourada que o Brasil pode conquistar.
Boa leitura, ótima semana!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here