Prefeito ressalta força da agricultura familiar

1
768

A 4 - Anapolis 1

São 60 toneladas de milho e seis de arroz. Esta é a produção do programa Lavoura Comunitária desenvolvido pela Prefeitura de Anápolis, via Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Agricultura – Diretoria de Agricultura. A entrega desta produção às instituições filantrópicas foi realizada de forma simbólica na manhã da última quinta-feira, 23, pelo prefeito João Gomes, que reforçou a importância do fomento às ações pela produção de alimentos, em especial à agricultura familiar.
Além do prefeito, participaram da entrega o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Agricultura, Air Ganzarolli, o diretor de Agricul­tura, Álvaro Gonçalo, o diretor de Assistência Técnica da Ema­ter – Goiás, Antelmo Teixeira o gerente da Emater – regional Rio das Antas, Odimar Morais, os vereadores, Alfredo Landim, Eli Rosa, Valdair de Jesus e Wilmar Silvestre, o ex-prefeito Eurípedes Junqueira, secretários municipais, autoridades locais.
Quem também marcou presença foram os representantes das mais de 30 instituições filantrópicas que recebem, anualmente, a produção do Lavoura Comunitária. Além destas, 40 famílias de pequenos produtores, da cidade e distritos, também são beneficiadas. “Agradecemos à Prefeitura, em especial à equipe de trabalhadores que favorecem a continuidade do programa que tanto auxilia as instituições da nossa cidade”, disse José Oscar da Silva, representante da Casa de Recuperação Novo Nascimento.
O diretor de Agricultura, Álvaro Gonçalo, que falou em nome da Secretaria que fomenta o programa, justificou em números os bons resultados que o Lavoura Comunitária proporciona. “Nestes seis anos contínuos de produção, a Prefeitura proporcionou a entrega efetiva de mais de 400 toneladas de produtos. Fato que dá suporte às ações de assistência social no nosso município”, disse o diretor.
O diretor de Assistência Técnica da Emater – Goiás, Antelmo Teixeira, mencionou as parcerias que a instituição faz com as prefeituras que atualmente fomentam 186 projetos relacionados ao cultivo comunitário de alimentos. “Vamos continuar com estas ações que beneficiam a comunidade”, falou o diretor. Os vereadores presentes também ponderaram o caráter da inclusão social do programa.
O prefeito João Gomes disse que vai buscar ainda mais as parcerias para que a produção comunitária de alimentos tenha crescimento já para o próximo ano. “No próprio Lavoura Comunitária, temos uma produção crescente. É possível aumentá-la ainda mais com as parcerias firmadas que temos com a Emater e, ainda, buscando os incentivos de outras instituições”, disse ele, citando como exemplo a agricultura familiar.

Lavoura Comunitária
O plantio da Lavoura Co­munitária é feito em áreas da Prefeitura de Anápolis e toda a manutenção é responsabilidade da equipe da Diretoria de Agricultura. Todo o projeto é feito em parceria com a Se­cretaria Estadual de Agricultu­ra, Pecuária e Irrigação (Sea­gro) e da Agência Goiana de Assis­tência Técnica, Extensão Rural, e Pesquisa Agropecuá­ria (Emater).
A Lavoura Comunitária é realizada desde 2009 e tem ajudado as instituições filantrópicas assim como pequenos produtores rurais que recebem o material e conseguem manter suas propriedades. A Escola Agrícola também está envolvida em todo o processo de plantio a colheita.


Secretaria divulga lista de artistas premiados

 

Os artistas vencedores da 21ª edição do Salão Anapolino de Arte são Thais Graciotti, Gui­lherme Portela, Noara Quin­tana – os três de São Paulo -, e Val­dson Ramos, de Goiás. Os quatro premiados – escolhidos entre os 20 indicados pela Comissão de Seleção – ganham prêmios no valor de R$ 7,5 mil. Para escolha dos 20 participantes, a comissão de seleção se pautou na atualidade das poéticas, na diversidade dos meios técnicos e nas manobras intelectuais contidas nas propostas apresentadas pelos artistas.
A abertura oficial do Salão 2015 acontece no dia 30 de ju­lho, às 20h, na Galeria Antônio Sibasolly.
Compõem a mostra os seguintes artistas visuais: Cecilia Walton, César, Cristiani Papini, E­duardo Freitas, Guilherme Moreira, Guilherme Portela, Helô Sanvoy, Joardo Filho, Jú­nior Suci, Iara Ovídio, Leandro Muniz, Lilian Maus, Lucas Cos­­ta, Noara Quintana, Ro­berta Tassinari, Talles Lopes, Thais Graciotti, Thiago Pi­nhei­ro, Valdson Ramos e Yuli Ya­magata. A exposição fica aberta à visitação pública até o dia 18 de setembro.
Com a intenção de qualificar e reforçar o caráter de profissionalização, uma das marcas do evento, optou-se, neste ano, pela formação de comissões de seleção e premiação distintas, explica o organizador do Salão, Paulo Henrique Silva. A pri­mei­ra, composta por Divino Sobral, Douglas Freitas e Kamilla Nu­nes, e a segunda por Agui­nal­do Coelho, Celso Fioravante e Cris­tiani Tejo. O envolvimento de profissionais deste gabarito, de notório reconhecimento no ce­nário nacional, enriquece e en­dossa esse evento que busca se consolidar como referência pa­ra artistas visuais de todo Brasil.
Com um número superior a 300 inscrições, o evento demonstra sua representatividade no cenário atual das artes visuais, considerando ser esta uma edição nacional e com mais de 40% das inscrições oriundas da região Sudeste, o secretário municipal de Cultura, Augusto César de Almeida .  “É nesse eixo que acontecem os eventos mais relevantes e concorridos na área das artes visuais no país”, acrescenta.


Serviço

21º Salão Anapolino de Arte
Abertura: 30 de julho
Horário: 20h
Local: Galeria Antônio Sibasolly – Praça Bom Jesus, nº 101 – Centro
A exposição fica aberta ao público até 18 de setembro (menos sábados, domingos e feriados)
Mais informações: 3902 1077
Entrada gratuita

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here