Prefeitura leva melhorias ao Aterro

0
581

A8 01A prefeitura de Goiânia, por meio da Compa­nhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), está promovendo uma série de ações para a manutenção geral do Aterro Sanitário da Capital. Situado às margens da GO – 060, o aterro possui 451.033 metros quadrados e recebe uma média de 45 mil toneladas de resíduos sólidos por mês.
Desde o início da semana, equipes da Comurg fazem a limpeza de toda área com roçagem, poda e extirpação de árvores invasoras, remoção de resíduos, revitalização e elevação da estrada que faz o anel interno do Aterro. As vias estão recebendo os entulhos gerados pela construção civil e serão elevadas em até 1,80 metros para evitar qualquer tipo de erosão ou infiltração no período chuvoso.
Além disso, estão sendo implantadas cercas com telas plastificadas nas três lagoas de tratamento do chorume e a Companhia iniciou a construção da quarta lagoa. Ao todo, são 350 metros de telas que vão garantir mais proteção e segurança às lagoas. A estação de tratamento dos chorumes possui 14.890 metros quadrados e recebe uma média de 688 mil litros por dia. A nova lagoa terá cinco metros de profundidade com 80 x 40 metros de largura.
O chorume contém alta carga poluidora, sendo provenientes de matérias orgânicas em decomposição, caracterizado por ser um líquido escuro, viscoso e com cheiro desagradável, resultante de reações e processos físicos, químicos e biológicos e que, juntamente com a água das chuvas, infiltra através da massa de resíduos aterrada.
A Companhia utiliza 16 caminhões pipas com capacidade para 12 mil litros para transporte desse líquido para tratamento. Cada caminhão faz cerca de cinco viagens por dia. Diariamente, o chorume passa por um pré-tratamento no Aterro e, posteriormente, é coletado e transportado para a Estação de Tratamento de Esgoto da Saneago (ETE).
Ainda dentro das ações de melhorias no Aterro, a Comurg está retaludando todas as células de resíduos sólidos. O presidente da Companhia, Ormando José Pires, informou que os resíduos coletados no município são compactados e posteriormente recobertos com solo, eliminando a proliferação de vetores e promovendo a redução da exalação de odores. “A compactação e cobertura dos resíduos permitem o tráfego de veículos sobre o aterro sanitário para a formação de novas células e camadas”, acrescentou.
Além disso, a Companhia implantou uma estrutura de concreto para facilitar a higienização das cabines dos caminhões prensa, implantou novos banheiros e vestiários, estruturou as salas administrativas, aterrou e tampou a lagoa que estava recebendo chorume de forma irregular e reverteu o líquidos para o local devido. Também foi implantado um novo serviço de monitoramento para controle da gestão com câmeras de segurança e sistema de informática para emissão de guias.
Todo trabalho é realizado com o apoio de três pás me­cânica, uma retroescavadeira, uma motoniveladora, quatro tratores e sete caminhões de caçambas.


Saiba mais

 

O Aterro Sanitário possui as seguintes atividades: Disposição final de resíduos domiciliares e particulares coletados, captação e tratamento do chorume e o transbordo para tratamento e destinação final dos Resíduos Sólidos dos Serviços de Saúde (RSSS), que é realizado por empresa terceirizada. Fazem parte da estrutura do Aterro: Portaria, auditório, administração, refeitório, casa de apoio, vestiário, oficina, balança, plataformas e viveiro. São 117 servidores divididos entre os períodos diurno e noturno, além dos servidores da coleta orgânica, hospitalar, seletiva e remoção, que também possuem pontos de apoio na unidade.


Nelcivone assume PDS da prefeitura de Goiânia

O prefeito Paulo Garcia anunciou ao secretariado, na manhã da última terça-feira, 28, o coordenador do Programa de Desenvolvimento Sustentável de Goiânia, Nelcivone Melo. A medida é parte do conjunto de políticas do município para a sustentabilidade. “Acho que é visível meu esforço de perseguir a agenda do desenvolvimento sustentável desde 2012. Graças a ele, fomos convidados pelo Papa Francisco para participar do seminário no Vaticano”, observou o chefe do Executivo municipal, que dividiu relatos da viagem com os auxiliares e comentou a emoção de estar na presença do líder religioso para a discussão de um tema global.
“Estamos vivendo o melhor momento desse meu período de gestor graças ao trabalho de vocês”, salientou o prefeito durante encontro com os secretários. “Por esta razão, as cobranças serão maiores e precisamos acelerar ainda mais projetos e ações”, disse.
Paulo Garcia justificou a escolha de Nelcivone para a função por ser ele presidente da Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma) e ter histórico de afinidade com a agenda do desenvolvimento sustentável. “Precisamos de uma pessoa que fiscalize e estimule projetos de sustentabilidade em cada secretaria”, explicou o prefeito, destacando a necessidade de formação de elo entre atividades isoladas para potencializar os resultados.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here