Comissão da Planta de Valores analisa bairros

0
474

A segunda semana de trabalhos da Comissão para Elaboração da Planta de Valores Imobiliários e Tabela de Preços de Construções neste mês de agosto resultou na análise de 110 bairros e na visita técnica a cinco localidades na Capital. Esse cenário configura o segundo melhor desempenho semanal desde que o grupo começou a se reunir, no dia 03 de julho. Entre os dia 03 e 07 deste mês, 145 lugares foram estudados. Em julho, quando os encontros eram uma vez por semana, 17. “Tivemos um dia a menos de votação porque precisávamos checar in loco bairros que mudaram muito desde 2005, a exemplo do Jardim Goiás e do Alto da Glória”, justifica o presidente da comissão, Stenio Nascimento.
Em 14 encontros neste período, a equipe se debruçou sobre 279 dos 671 bairros da cidade. A meta para as próximas duas semanas é apreciar os 58% remanescentes. Para isso, a comissão precisa analisar 196 locais por semana. “Vamos nos esforçar para atingir a marca de 40 bairros por dia’, acrescenta Stenio. Se necessário, no entanto, as avaliações podem ser prorrogadas até o dia 4 de setembro, mesmo mês em que o Projeto de Lei será submetido à apreciação da Câmara Municipal. O prazo final para tramitação da matéria é dia 20 de dezembro. “Também faremos audiências públicas no mês de setembro, além de reuniões setoriais. Queremos dialogar com a sociedade e manter a transparência de todo o processo”, adianta.
Na reunião desta sexta-feira, 14, que excepcionalmente ocorreu no período da manhã, foram atualizados 13 locais: Parque Lozandes; Bairro Alto da Glória; Conjunto Vila Isabel; jardins Goiás, Goiás Área I e Bom Jesus; chácaras Califórnia, Vilage Casa Grande e Retiro; Condomínio Bougainville; vilas São João, Maria José e Alto da Glória. Para a próxima semana estão previstos lugares como loteamentos Faiçalville, Tropical Verde e Celina Park; jardins Vila Boa e Petrópolis; setores Novo Horizonte e Santos Dumont; residenciais Granville e Parque Mendanha; Parque Oeste Industrial; Bairro Goiá; além do Residencial Aldeia do Vale, um dos alvos de visita técnica realizada na última quinta-feira, 13, e que esteve no foco da maior parte das deliberações do grupo na manhã desta sexta.
O grupo ponderou sobre a necessidade de ampliação da quantidade de Planta de Valores (PVs) existentes dentro do condomínio. Hoje, há duas. O pedido do empreendedor é para que a comissão dilate para cinco. “É importante considerarmos que nosso trabalho abrange a atualização da Planta Genérica. Casos especiais irão para a Junta”, argumenta a auditora, representante da Secretaria Municipal de Finanças (Sefin), Vera Sotkeviciene.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here