Iniciada a maior obra da história de Anápolis

0
1516
Prefeito João Gomes assina ordem de serviço das obras. Serão investidos R$ 74 milhões

Construção de viadutos e corredores para o transporte público na Avenida Brasil marcam o início das intervenções no trânsito da cidade

A Prefeitura de Anápolis deu início à maior obra de mobilidade urbana de sua história. O prefeito João Gomes assinou a ordem de serviço e a empreiteira já iniciou as intervenções para a implantação dos seis grandes corredores para o transporte público e para a construção de dois viadutos. “É um momento ímpar para a cidade. Já no próximo ano, vamos sentir os reflexos do grande investimento que estamos fazendo voltado para a qualidade de vida da população”, destacou o prefeito na solenidade.
Além do prefeito, importantes autoridades também compareceram ao lançamento das obras como a primeira-dama Lucimar Gomes, o secretário de Estado, Vilmar Rocha, o deputado federal, Rubens Otoni, a superintendente de negócios da Caixa, Elma Aparecida Inácio, o presidente da Câmara de Vereadores, Lisieux Borges, acompanhado de uma comitiva de parlamentares, o supervisor geral da empresa executora das obras (Jofege), Ulisses Maranhão, o ex-prefeito Antônio Gomide, o secretário municipal de Obras, Leonardo Viana, o diretor-geral da CMTT, Alex Martins, representantes de federações, prefeitos de municípios da região e diversas outras autoridades.
O contrato assinado com a Caixa é fruto do programa Pró Transportes – PAC 2 – Mobilidade Médias Cidades do Governo federal, através do Ministério das Cidades. Serão aplicados mais de R$ 74 milhões na construção dos 47 quilômetros de corredores exclusivos e preferenciais para o transporte coletivo. Devido à sua grandiosidade, o projeto será executado em etapas e a primeira delas será a construção dos dois primeiros corredores ao longo da Avenida Brasil em seu eixo Norte – Sul, que compreende, também, a construção dos dois grandes viadutos que vão ser instalados nos cruzamentos das avenidas Brasil e Goiás e Rua Barão do Rio Branco e também no cruzamento da Avenida Brasil como a Rua Amazílio Lino.
“As obras vão fazer com que a população tenha um transporte público ágil e de qualidade, além de intervenções que vão facilitar a vida dos condutores, ciclistas e pedestres”, disse o diretor-geral da CMTT, Alex Martins. Outro secretário municipal que estará à frente da execução das obras é Leonardo Viana (Obras). “O trabalho é conjunto. Fomos determinados pelo prefeito João Gomes a estar fiscalizando a execução de todas as intervenções para que todas elas sejam entregues à população em 2016”, ressaltou Leonardo.
O secretário estadual de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos, Vilmar Rocha, destacou as intervenções que vão contribuir para uma das cidades que mais se destacam no Brasil. “Para contribuir com a mobilidade, providências da Prefeitura e do Governo de Goiás estão avançadas para a construção de mais um viaduto, no cruzamento da avenida Brasil com a Rua Engenheiro Portela”, disse Vilmar. Para o deputado federal Rubens Otoni, esta obra marca o compromisso de uma gestão com visão de futuro. “Aqui estamos falando da maior obra de mobilidade da cidade, mas não devemos nos esquecer das transformações que Anápolis tem vivido nos últimos anos”, afirmou o deputado.
O prefeito João Gomes mencionou o apoio de todas as instituições que contribuíram para o início da execução das obras. “Nós agradecemos o apoio da Câmara de Vereadores e todos aqueles que marcam presença neste evento, instituições classistas, sindicais, de federações, líderes religiosos, pois são pra vocês, que representam a nossa população, que estamos dando este grande salto”, disse o prefeito. Ele ainda ressaltou sobre o período em que as obras serão executadas. “Vamos continuar trabalhando diariamente para tranquilizar a população nas questões dos transtornos, mas, sobretudo, todos nós seremos tranquilizados com os benefícios que teremos no próximo ano”, finalizou.

Sobre as obras
Segundo o secretário municipal da Obras, Leonardo Viana, as construções dos dois corredores e dos dois viadutos na Avenida Brasil serão simultâneas. “Esta primeira etapa tem prazo de conclusão para até o final do primeiro semestre de 2016”, disse. Ele ainda exemplificou as demais etapas que compreendem a execução das obras de mobilidade em Anápolis. “A implantação dos demais corredores, ou seja, nas avenidas Pedro Ludovico, Presidente Kennedy, Fernando Costa, São Francisco e JK, também será iniciada nos próximos meses. Nossa previsão é que tudo fique pronto ainda em 2016”, destacou o secretário.
O diretor-geral da Companhia Municipal de Trânsito e Transportes (CMTT), Alex Araújo, reafirmou o principal benefício que a população anapolina vai ganhar com a execução das obras. “Vamos reduzir, consideravelmente, o tempo de operação do sistema viário. Popularmente falando, vamos reduzir o tempo em que os cidadãos levam em seus deslocamentos diários”, disse, ressaltando que as obras atenderão tanto os usuários do sistema de transporte público, quanto os condutores de veículos. “Todos vão sair ganhando”, finalizou.

Interdições
Alex Martins ainda comentou sobre uma das principais preocupações da população no período de execução das obras: as possíveis interdições. Ele afirma que todos podem ficar tranquilos, pois estas serão realizadas de forma parcial. “Não vamos bloquear o tráfego durante as obras. Na Avenida Brasil, por exemplo, a quantidade de faixas de rolamento nos permite realizar interdições simples que não inutilizará o uso desta importante via”, ressaltou.


Inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho

Com o intuito de discutir a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, o prefeito João Gomes, reuniu-se com representantes do Sindicato das Indústrias Farmacêuticas no Estado de Goiás (Sindifargo) e do Fórum Goiano de Inclusão no Mercado de Trabalho das Pessoas com Deficiência e dos Reabilitados pelo INSS, na quinta-feira, dia 24. O encontro aconteceu no Hotel Denali, na BR-153.
Também participaram do encontro o secretário municipal de Trabalho, Emprego e Renda, Ilmar Lopes da Luz, a coordenadora do FIMTPODER Patrícia Souza Oliveira, o presidente executivo do SINDIFARGO, Marçal Henrique Soares, a secretária executiva, Luana Crispin e a procuradora-chefe do Ministério Público do Trabalho em Goiás, Janilda Guimarães de Lima, entre outras autoridades.
As duas instituições estão realizando um censo para levantar o perfil das Pessoas com Deficiência (PcDs) que possuem capacidade para ingressar no mercado de trabalho no município de Anápolis,. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Goiás possui 941.232 pessoas com algum tipo de deficiência, seja visual, auditiva, motora ou intelectual. Se forem consideradas as pessoas que apresentam “alguma dificuldade visual”, esse número sobe para 1.858.849 pessoas. Segundo o secretário municipal de Trabalho, Emprego e Renda, Ilmar Lopes, um dos principais desafios do novo núcleo é sensibilizar os empresários da eficiência das pessoas com deficiência no mercado de trabalho. “A maioria dos profissionais portadores de deficiência tem qualificação, mas não encontram acesso ao mercado devido a desconfiança do empregador quanto a sua capacidade, e é essa visão que queremos mudar”, disse.
O presidente executivo do Sindifargo, Marçal Henrique Soares, elogiou as ações  da administração municipal, tanto na área de infraestrutura, quanto nas condições de qualificação. “Anápolis é um exemplo na geração de emprego e nas condições de trabalho, sabemos que é necessário melhorar, mas acreditamos que a cidade está no caminho certo”, contou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here