Obra inacabada causa transtorno entre o setor União Sul e o Jardim Aureny III

0
658
Claudemir Portugal

Da redação

Uma obra inacabada no setor União Sul está causando transtorno e até risco de desabamento de moradias no setor União Sul, conforme denunciou o vereador Claudemir Portugal (PPS) na sessão desta quarta-feira, 07, na sessão da Câmara Municipal de Palmas. A obra foi iniciada pela empreiteira NG Engenharia que, licitada para o serviço, não concluiu o trabalho de drenagem para o córrego Machado.

De acordo com Portugal, a situação se agravou com as chuvas que caíram na manhã de ontem, instalando o caos nas redondezas entre o União Sul e o Jardim Aureny III com a lama e buracos deixando as ruas intransitáveis tanto para pedestre quanto para veículos. “A terra está cedendo e corre o risco de prejudicar a estrutura das casas nas proximidades”, destacou o parlamentar.

Claudemir cobrou a responsabilidade da NG Engenharia que, segundo ele, repassou a obra para a construtora Melba.

O presidente da Câmara, Rogério Freitas (PMDB) concordou com Claudemir. “Pegou a obra para fazer, não fez, e a sociedade é quem paga o preço”, disse, lembrando que o vereador Claudemir Portugal já havia denunciado na tribuna a falta de capacidade técnica da NG Engenharia para executar o serviço.

Para Jucelino Rodrigues (PTC) a empreiteira agiu de má fé. “Malandro, mergulha no preço (da licitação) para pedir aditivo”, frisou. O vereador espera que a Procuradoria Geral do Município seja mais rigorosa em relação à capacidade técnica das empreiteiras nos processos licitórios e afirmou que apresentará matéria à Mesa Diretora que incluiu, como uma das exigências das licitações,  aporte financeiro por parte das empreiteiras que se candidatarem a executar obras públicas.

O vereador Waldson da Agesp (PT) que lembrou outros casos de obras inacabadas em Palmas. “A licitação tem que ser mais rigorosa”, enfatizou. (Com Site Agora-TO)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here