Confiança do empresário da Capital aumenta em setembro

0
688
Comercio - Lojas ruas em Palmas

Da redação

Depois de três quedas seguidas, a confiança do empresário de Palmas apresentou um pequeno aumento. A pesquisa do Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) de setembro registrou 88,7 pontos, enquanto em agosto esse índice era de 87,4 pontos, revelando um aumento de 1,3 pontos. Mas na comparação com o mesmo período do ano passado fica evidente a sequência de quedas do ICEC, já que em setembro de 2014 ele estava em 119,5 revelando uma queda de 30,8 pontos.

Para 95,5% dos empresários palmenses, o cenário da condição atual da economia continua gerando pessimismo. O mesmo vale para a condição atual do setor do comércio, já que 84,1% veem esse quadro pior. Outro quesito visto negativamente foi a condição atual da empresa, apontado por 59,3%.

Uma nesga de otimismo aparece quanto à expectativa sobre a economia brasileira. Nela, 55,3% do empresariado palmense se diz otimista. Há também otimismo quanto à expectativa para o comércio, já que 72,6% dos empresários apostam em melhorias. Positiva também foi a expectativa da empresa, que registrou 85,4% dos empresários.

O pessimismo retorna quanto à expectativa de contratação de funcionários, quando 67,3% prevê a sua redução. O mesmo acontece no nível de investimento da empresa, já que 62,2% afirmaram que este será menor. Na situação atual do estoque, a pesquisa revelou que apenas 22% confirmaram estar abaixo do adequado.

Realizada mensalmente pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) em parceria com a Fecomércio Tocantins, a pesquisa do ICEC funciona como um indicador antecedente de vendas do comércio, do ponto de vista dos empresários comerciais de Palmas. O ICEC analisa os seguintes itens: condição atual da economia brasileira; condição atual do setor; condição atual da empresa; expectativa para a economia brasileira; expectativa para o comércio; expectativa da empresa; expectativa de contratação de funcionários; nível de investimento da empresa; e situação atual dos estoques. A pesquisa de setembro foi realizada com 120 empresários da Capital, nos últimos 10 dias do mês de agosto deste ano e os números aqui apresentados são um recorte do índice geral, ou seja, envolveu as empresas que possuem até 50 funcionários e as com mais de 50 empregados.(Com Site Agora-TO)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here