Marconi confirma OS’s nas escolas em 2016

0
1292
Governador Marconi Perillo fala a empresários e políticos gaúchos, em Porto Alegre

Da redação

Governador afirma que a gestão deve ser compartilhada para se ter um Estado forte, pois assim é mais fácil atingir os resultados positivos

O governador Marconi Perillo fez a abertura das palestra do evento “Brasil de Ideias”, no início da tarde de sexta-feira, dia 9, no Sheraton Hotel em Porto Alegre (RS). O governador falou a 50 empresários e políticos gaúchos sobre o modelo de gestão do governo de Goiás, apresentando os resultados positivos alcançados por sua gestão nas áreas de Saúde e Educação.
“Uma boa administração não existe sem uma boa gestão política. O gestor tem de se relacionar com as entidades empresariais, com as organizações civis, com os tribunais e com o Legislativo. A gestão deve ser compartilhada para termos um Estado forte, pois assim é mais fácil atingir os resultados positivos que almejam a sociedade e o governante”, ressaltou Marconi.
Desde 2011, o Estado de Goiás trabalha em conjunto com o MBC para colocar em prática o PMGP, adotando políticas de melhoria da gestão pública com foco em cinco áreas: Educação, Saúde, Gestão e Planejamento, Segurança Pública e Meio Ambiente. Um dos destaques do projeto foi a Educação. Em três anos, o Estado saltou do 16º lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb/2009) para o 1.º lugar, no desempenho do ensino médio estadual, em 2013.
“Ainda não estamos satisfeitos em estarmos em 1º lugar no Ideb. Precisamos melhorar nossas notas. Agora vamos fazer OSs nas escolas, o que é um debate duro, mas temos obrigação de tornar a Educação em Goiás referência no País. Quero começar o ano 2016 com até 25% das escolas estaduais geridas por OS. Se soubermos escolher as OSs sérias e competentes, com adequada fiscalização, as administrações públicas melhoram de forma significativa. O objetivo é democratizarmos a Educação”, afirmou.
Sobre a Saúde, Marconi citou as visitas de outros governadores aos hospitais goianos para conhecer o modelo adotado pelo Estado. As Organizações Sociais (OSs) também estão à frente de unidades de saúde. Há 10 anos, o Centro de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo foi a primeira unidade a ser gerida por OS no Estado. Hoje, são 14 unidades geridas pelo modelo, com excelentes resultados. “Todas as entidades médicas goianas elogiam o governo neste aspecto”, observou.O evento, realizado pela Revista Voto, em parceria com o Movimento Brasil Competitivo (MBC), contou com a presença do presidente do Conselho Superior do MBC, Jorge Gerdau, e do presidente executivo do MBC, Cláudio Gastal.
“Dentro da nossa convivência do MBC com seu governo, percebemos que é possível trabalhar em parceria pelos aspectos sociais. Existem soluções para que o dinheiro público chegue aos mais necessitados de forma mais eficiente e com economia”, declar ou Jorge Gerdau.
Ao comentar a crise vivida pelos Estados brasileiros, Marconi ressaltou  a necessidade de fortalecer as parcerias com a sociedade e governos, de racionalizar os gastos, de trabalhar por mais eficiência e de os governadores buscarem se unir cada vez mais para lutar por uma divisão mais justa de recursos. “Não tem sido fácil a vida de governadores e prefeitos. Não é justo termos que investir 15% e 20% em Saúde e a União não investir praticamente nada”, exaltou.
A primeira-dama, Valéria Perillo, o presidente do Movimento Goiás Competitivo (MGC), Pedro Bittar, o secretário de Gestão e Planejamento, Thiago Peixoto, e empresários goianos acompanharam o evento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here