Lúcio Flávio registra chapa “OAB que Queremos”

0
3341
Foto: Arquivo Tribuna do Planalto

O advogado Lucio Flávio de Paiva largou na frente e foi o primeiro a registrar, na sexta-feira, dia 16, às 14 horas, chapa para as eleições da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO). O Movimento Renovação e Atitude unificou todas as oposições após o ouvidor geral da seccional, Eduardo Scartezini, aceitar convite para somar-se ao grupo. O lançamento oficial da chapa aconteceu no mesmo dia, à noite, na Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Goiás (Adpego), no Setor Bela Vista.
Transparência, respeito aos advogados e resgate do prestígio da Ordem são algumas das principais bandeiras defendidas pela candidatura de Lúcio Flávio. “Queremos uma OAB participativa, democrática, republicana, transparente, que faça valer dentro de casa o que toda a sociedade brasileira exige de fato: retidão, honestidade e o trato impessoal com seu patrimônio físico, histórico e ético”, defende.
Há cerca de um ano Lúcio Flávio tem se empenhado em visitar todas as subseções da OAB. Nesse período, já rodou mais de 25 mil quilômetros, colhendo propostas, conquistando apoios e observando os problemas e as demandas da advocacia goiana. “O que temos hoje é uma Ordem fechada. Uma panela que tudo faz para se preservar, fechando os olhos à classe”, condena.
Lúcio Flávio defende o objetivo de reconquistar o respeito que a advocacia goiana perdeu. Para conseguir isso, uma das principais propostas da ‘OAB que Queremos’ é a criação da Procuradoria das Prerrogativas. A ideia é contratar advogados por meio de concurso público, bem remunerados, que vão trabalhar exclusivamente para defender os advogados e suas prerrogativas.
Além dessa medida, para reativar o respeito que a Ordem tinha, a ‘OAB que Queremos’ pretende resgatar a sua atuação histórica. Participar efetivamente de decisões nacionais, regionais e locais. Como defender as demandas de interesse da comunidade, na área da saúde, educação, trabalho, segurança pública, consumidor, transporte, dignidade da pessoa humana.
Lúcio Flávio também possui propostas de defesa e apoio à advocacia em início de carreira – advogados com até dez anos de ingresso na OAB-GO. Como a democratização da escolha dos membros da diretoria da Comissão do Advogado Iniciante; a revisão do modelo eleitoral da Ordem; eleição direta para composição das listas sêxtuplas do quinto constitucional e o fim da cláusula de barreira que impede que os advogados com menos de cinco anos de inscrição se candidatem às eleições classistas.
A ‘OAB que Queremos’ também propõe melhorias para os serviços prestados pela Escola Superior de Advocacia (ESA) e Caixa de Assistência dos Advogados de Goiás (Casag) e Centro de Esporte, Cultura e Lazer (CEL/OAB-GO).

Mudança
Rodolfo Otávio Mota, candidato à Presidência da Caixa de Assistência dos Advogados de Goiás (Casag), registra “a felicidade de aglutinar grandes lideranças pelo Estado, representatividades em todas as subseções, de todos os segmentos, da advocacia pública, da advocacia feminina, do advogado em início de carreira, da advocacia trabalhista, dos advogados em empresas, dos advogados das subseções e da capital.”
Candidata a secretária adjunta, a advogada Simone Gomes, de Jataí, afirma que o Movimento Renovação e Atitude“ representa uma esperança de alternância de poder, oxigenando e colocando a Ordem nos trilhos para o correto cumprimento das missões institucionais que ela tem, não apenas com os advogados, mas também com toda a sociedade.”
O advogado Marcos César Gonçalves, candidato ao Conselho Seccional, reforça que o objetivo é fazer uma gestão mais próxima do advogado. “Nosso movimento privilegia a melhoria das condições de trabalho do advogado, não a obra física. O nosso papel é tornar a Ordem mais efetiva no aspecto fim dela, e não voltá-la à construção de prédios e concessão de benefícios pessoais”, ressalta.
Para o advogado e professor Carlos André Pereira Nunes, candidato ao Conselho Seccional, a OAB que se materializa com Lúcio Flávio “é a OAB da meritocracia, que efetivamente respeita aquilo que a Ordem tem que respeitar, a institucionalização do processo democrático”. Segundo ele, isso significa dizer que a Ordem não tem compromisso apenas com o advogado, mas também com o País, com a justiça social e com os problemas que os cidadãos comuns do Brasil passam.


Composição da chapa

Diretoria
Presidente – Lúcio Flávio Siqueira de Paiva
Vice-presidente – Thales José Jayme
Secretário-geral – Jacó Carlos Silva Coelho
Secretária-geral adjunta – Simone Oliveira Gomes
Tesoureiro – Roberto Serra da Silva Maia

Conselheiros federais
(titulares e suplentes)
Dalmo Jacob do Amaral Júnior
Fernando de Paula Gomes Ferreira
Leon Deniz Bueno da Cruz
Marcello Terto e Silva
Marisvaldo Cortez Amado
Valentina Jungmann Cintra
 
Diretoria da Casag
Presidente – Rodolfo Otávio Pereira da Mota Oliveira
Vice-presidente – Marcelo Di Rezende Bernardes
Secretária-geral – Ana Lúcia Amorim Boaventura
Secretário-geral adjunto – Estênio Primo de Souza
Tesoureiro – Carlos Eduardo Ramos Jubé

Adjuntos Casag
Cácia Rosa de Paiva
Helvécio Costa de Oliveira
Osório Evandro de Oliveira Silva
Tênio do Prado
Thiago Mathias Cruvinel

Conselheiros seccionais
(titulares e suplentes)
Aibes Alberto da Silva
Allinne Rizzie Coelho Oliveira Garcia
Ana Carollina Ribeiro Barbosa
Ana Paula Félix de Souza Carmo Gualberto
André Luis Cortes de Souza
Arcênio Pires da Silveira
Ariana Garcia do Nascimento Teles
Bárbara de Oliveira Cruvinel
Bartira Macedo de Miranda Santos
Carla Franco Zannini
Carlos André Pereira Nunes
Caroline Regina dos Santos
Colemar José de Moura Filho
Daniella Grangeiro Ferreira
Danilo Di Rezende Bernardes
Danúbio Cardoso Remy
Darlene Liberato de Sousa
David Soares da Costa Júnior
Delzira Santos Menezes
Diego Martins Silva do Amaral
Dirce Socorro Guizzo
Eduardo Alves Cardoso Júnior
Eliane Ferreira Pedroza de Araújo Rocha
Eliane Simonini Baltazar Velasco
Erlon Fernandes Cândido de Oliveira
Fabrício Antônio Almeida de Britto
Fabrício Cândido Gomes de Souza
Fabrício Rocha Abrão
Flávia Silva Mendanha Crisóstomo
Flávio de Oliveira Rodovalho
Flávio Henrique Silva Partata
Henrique Alves Luiz Pereira
Idélcio Ramos Magalhães Filho
Iraci Teófilo Rosa
Janine Almeida Sousa de Oliveira
Janúncio Januário Dantas
Jean Pierre Ferreira Borges
Jônatas Moreira
José Carlos Ribeiro Issy
José Humberto Abrão Meireles
José Mendonça Carvalho Neto
Juscimar Pinto Ribeiro
Leandro de Oliveira Bastos
Leandro Martins Pereira
Leandro Melo do Amaral
Lilian Pereira de Moura
Luciano de Paula Cardoso Queiroz
Luís Gustavo Nicoli
Marcos César Gonçalves de Oliveira
Marlene Moreira Farinha Lemos
Maura Campos Domiciana
Maurício Alves de Lima
Milena Maurício Moura
Nadim Neme Neto
Osmar de Freitas Júnior
Paulo Gonçalves de Paiva
Phelippe Dall’Agnol
Rafael Lara Martins
Raphael Rodrigues de Ávila PIinheiro Sales
Renata Abalém
Renata Medina Felici
Ricardo Gonçalez
Ricardo Silva Naves
Rildo Mourão Ferreira
Rodnei Vieira Lasmar
Rodrigo Lustosa Victor
Romildo Cassemiro de Souza
Rubens Fernando Mendes de Campos
Sara Mendes
Scheilla de Almeida Mortoza
Sérgio Murilo Inocente Messias
Simon Riemann Costa
Telmo de Alencastro Vieira Filho
Valdir José de Medeiros Filho
Valéria Alves dos Reis
Vandelino Cardoso Filho
Vasco Rezende Silva
Vitor Hugo Albino Pelles
Viviany Souza Fernandes
Waldemir Malaquias da Silva
Weliton Soares Teles e Silva

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here