Manifesto sustentável

0
958
Aluno: Julia Martins Dutra 3º ano ensino médio Colégio Dinâmico Professor: Antônio Gomes de Oliveira

“A sociedade é dependente de uma crítica às suas próprias tradições”. Jürgen Habernas assim pontua a necessidade de abandonarem-se antigos hábitos para a conquista da independência social perante o arcaico. Desse modo, procederemos a luta pela sustentabilidade no século XXI colocando em questionamento hábitos milenares em detrimento a soluções inovadoras e concisas.
Ambientalistas, simpatizantes, engajados, preocupados, univos. Nossa luta há de se tornar global, ao passo que nossos ideais serão conhecidos e nossas vitórias honradas. Para isso, pretendemos tornar nossas cidades, especialmente Goiânia, muito além de ambientes sustentáveis, exemplos de união, cooperação e inovação para o mundo.
Ações como o pioneirismo na coleta seletiva e a extensão de áreas verdes, por habitante tornam nossa cidade um exemplo para o Brasil. Assim como Curitiba, Goiânia consegue conciliar lazer e áreas verdes, projetos arquitetônicos arrojados e soluções renováveis. Entretanto, há muito o que se fazer e, para isso, o apoio dos cidadãos goianienses é fator indispensável para o bom funcionamento de intervenções inteligentes e ousadas em uma cidade tão jovem e cheia de si.
Em princípio, suplico a todos paciência. Corredores exclusivos para ônibus são essenciais para dar agilidade ao transporte público que, por sua vez, deve ser incentivado, sofrendo investimentos massivos. Dessa forma, placas de captações de energia solar em ônibus, produção de energia a partir do atrito dos pneus com o asfalto e o uso de energia elétrica para abastecer o transporte público são medidas necessárias e, se aplicadas em larga escala, importantes para a redução das emissões de carbono na atmosfera. Não obstante, as ciclovias e ciclofaixas, que hoje pedem espaço em meio aos carros e, mais tarde, deverão ser as próprias faixas principais.
O estoicismo grego traduz bem o sentimento que nosso manifesto carrega: a busca pelo equilíbrio e harmonia com a natureza. Por conseguinte, peço-lhes união para que lutemos em favor de uma causa nobre: o futuro do planeta e das próximas gerações. É hora de reivindicar aos governantes mudanças radicais, em prol de uma cidade, um estado e um mundo melhores. Ainda que essas mudanças atinjam multinacionais e a economia global, um choque de adaptação é preciso.
Convoquem seus pais, filhos, vizinhos, colegas, amigos. Sejam parte da Revolução. Sejam o futuro da nação. Sejam a diferença que querem ver no mundo. E, viva a “Evolução”.
Goiânia, 2015.


 

Categoria E – Segundo lugar

Aluno: Julia Martins Dutra
3º ano ensino médio
Colégio Dinâmico
Professor: Antônio Gomes de Oliveira

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here