Educar, uma função primordial da família

0
1178
Coronel PM Ubiratan, diretor da Escola Hugo de Carvalho Ramos: “O papel dos pais é mais importante do que o dos professores no processo educacional”

Fabiola Rodrigues e Manoel Messias

Ao contrário do que possa parecer, nesta época em que criança de colo já começa a frequentar ambiente educacional, a educação dos filhos é uma tarefa da família e não exclusividade da escola, como alguns equivocadamente pensam. Além de dar educação, a família deve transmitir valores à criança, adolescente e jovem. De forma complementar, a escola também acaba colaborando muito nessa formação da pessoa, mas sua função primordial é transmitir conhecimento científico, através do ensinamento das várias disciplinas escolares.
“A escola também ensina, mas a responsabilidade de educar é dos pais”, afirma o diretor da Escola Estadual Assis Chateubriand, Fernando Feliciano.
“Muitos pais acham que educar seus filhos é função exclusiva ou finalidade principal da escola. Muitos após a matrícula, pensam que a escola é que tem que educar os filhos”, observa.
Para o diretor da Escola da PM Hugo de Carvalho Ramos, Coronel Ubiratan, a função do professor é fundamental no processo de ensino mas, que o papel dos pais jamais vai deixar de ser o mais importante no processo educacional.
“A escola entende que a responsabilidade de educar é da família”, diz.
Todavia, observa o diretor, isso não impede a interação entre pais e professores. Ao contrário, essa interação facilita e melhora o processo educacional.
“Sempre proporcionamos palestras para os pais juntamente com os professores. Essa é uma das formas de trazê-los para o ambiente no qual os filhos estão estudando”, exemplifica.
Dizer que a escola ensina é de extrema importância, mas os pais não podem confundir um papel que é tão próprio deles.
“Os pais não podem terceirizar a educação dos filhos”, frisa Coronel Ubiratan.
Jordana de Castro Balduino, doutora pela Universidade de Barcelona e professora de Psicologia da Educação na Universidade Federal de Goiás, também destaca o papel fundamental da família na educação do filho.
“Existe uma questão bem clara: jamais vai adiantar um diretor ou professor impor educação básica para crianças e jovens. Isso sempre vai sempre ser função da família. Diz um ditado que ‘educação vem de berço’ e realmente isso nunca mudou. O modelo de família pode mudar, mas seu contexto não”, comenta.
Para a especialista, a educação é um problema que permeia a sociedade brasileira.
“Sabemos que os pais querem o melhor para os filhos e as crianças precisam ser educadas. Ma a estrutura familiar que precisa resolver isso; não adianta ficar jogando o problema só para o governo ou escola”, ensina.
Para a professora do Departamento de Inclusão do Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (Cepae), da UFG, Camila Cerqueira, é importante ter em mente que uma linha tênue separa o que é obrigação do professor do que é dever da família no processo educacional.
“Isso deve ser feito em conjunto. Família e escola, cada um fazendo sua parte, o resultado sem dúvida vai ser uma educação muito melhor”, explana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here