Caiado mantém discurso combativo e ganha projeção e cacife para disputar a eleição de 2018

0
15782
Senador Ronaldo Caiado (DEM)

Senador Ronaldo Caiado (DEM), líder da oposição no Senado, tem se mostrado um autêntico opositor do governo Dilma Rousseff (PT) e já se tornou referência para a imprensa no Congresso Nacional, o que o coloca na posição de membro do alto clero da Casa, coisa que também acontecia quando era deputado federal. No âmbito estadual, Caiado também ataca duramente o governo de Marconi Perillo (PSDB), seu ex-aliado. Na sua cruzada oposicionista, o senador, muitas vezes, não mede palavras para se fazer ouvido, o que o torna voraz em algumas ocasiões. De olho nos dois cenários, o nacional e o estadual, a venda da Celg, da qual é radicalmente contra, une suas críticas contra Dilma e Marconi. Numa de suas mais recentes estocadas contra os dois governos, ele acusou o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, durante audiência na Comissão de Mudanças Climáticas do Senado, na quinta-feira, dia 29, de estar acobertando a concessão da Celg, “nesse processo de dilapidação do maior patrimônio de Goiás”, promovendo “negociata” e “safadeza”. Disse mais. “Em vez de priorizar as dívidas com juros maiores, como Itaipu, a Eletrobras preferiu fazer caixa para os governos federal e estadual”. Assim se mostra Caiado, fervoroso, corajoso e combativo. E é com esse perfil que ele se credencia, todos os dias, para disputar o governo de Goiás em 2018.


“Nós tivemos que mudar o nosso discurso e fazer aquilo que a gente dizia que não ia fazer”

Ex-presidente Lula admite que Dilma Rouseff (PT) foi eleita prometendo o que não está fazendo agora


Contenção de gasto
Prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela (PMDB) fez reunião com seu secretariado no final da tarde de quinta-feira, dia 29. Voltou a falar em dificuldades financeiras do município, mas deixou a entender aos seus auxiliares que ele prefere reduzir gastos do que demitir servidores comissionados. Sobre sucessão municipal, Maguito ainda acha que não é hora de deflagrar o processo, principalmente por conta da crise financeira que o município atravessa. Ele quer foco na gestão.

Mal-estar
Procurador-geral da prefeitura de Aparecida de Goiânia, Tarcísio Francisco dos Santos baixou portaria no dia 26 de outubro que causou mal-estar danado na administração municipal. Ele proibiu seus assessores, inclusive os demais procuradores, de atenderem ou se reunirem com qualquer secretário municipal sem a sua anuência.

Pois é
Como já era esperado, o PMDB de Goiás não conseguiu consenso para a eleição do diretório e da executiva regionais, o que deveria ter ocorrido na quinta-feira, dia 29. Pivô central do racha, o deputado federal Daniel Vilela pregou, via Twitter, o diálogo no partido, coisa que não aconteceu até agora.

Responsabilidade
Prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela está sendo responsabilizado por um setor do PMDB de ter fomentado o racha no partido, apoiando o filho, Daniel Vilela, na disputa, o que teria inviabilizado o consenso.

Inclusão
O nome de Iris Rezende na disputa, alternativa apontada para o consenso no PMDB, foi discutida por apenas uma ala do partido. Chegou-se a ventilar o nome de Daniel Vilela como vice de Iris, que ficaria um ano no cargo e depois, sendo ou não eleito prefeito de Goiânia, passaria o bastão para Daniel. Esta proposta, que não chegou a ser discutida com o parlamentar, não prosperou em momento algum. O deputado Adib Elias, por exemplo, ficou contra. Ele disse, naquele momento, que não abriria da vice-presidência para Daniel.

Sem direito a voto
Sem eleição, o PMDB será dirigido pelo diretório nacional até a formação da comissão provisória estadual já que o presidente Samuel Belchior entregou o cargo na sexta-feira, dia 30. Nestas condições, o PMDB não tem direito de voto na convenção nacional marcada para o dia 15 de novembro, em Brasília.
Para o ano que vem
Mas por causa da crise política e da possibilidade real de racha do PMDB com o PT e o governo Dilma, a convenção nacional do PMDB deverá ser adiada para o ano que vem, o que dará tempo para a direção do partido em Goiás encontrar seu rumo e eleger o diretório e a executiva.

Vitória do maguitismo
Apesar do racha e do desconforto, a ala maguitista no PMDB considera que o deputado federal Daniel Vilela se saiu bem nessa história e pode capitalizar politicamente no partido, já que demonstrou coragem para enfrentar quem dá as cartas na sigla há muitos anos. Foi uma espécie de vitória do maguitismo sobre o irismo no PMDB.

Coisas da política
A pré-candidatura do ex-deputado federal Luiz Bittencourt (PTB) a prefeito de Goiânia decolou nos últimos dias. Só não agradou ao PSDB, que vê nele uma possibilidade real de poder numa disputa contra Iris Rezende (PMDB), o que pode prejudicar projetos eleitorais de vários tucanos na capital.

Que coisa!
Ex-aliados, o prefeito e o ex-prefeito de Senador Canedo, Misael Oliveira (PDT) e Vanderlan Cardoso (PSB) trocam acusações pesadas nos bastidores. Misael diz a correligionários próximos que pode destruir a carreira política de Vanderlan.

Disputa pelo poder
A coisa anda tão feia em Senador Canedo que não há possibilidade de reaproximação entre Misael e Vanderlan, que mantém forte influência no governo de Misael, colocando seu aliados que ainda estão na administração municipal para agir contra o prefeito.

Engenharia política
Quase sem chance de reeleição e sem respaldo político-partidário, Misael Oliveira deve se filiar ao PSDB do governador Marconi Perillo em breve. Junto com ele vai o vice-prefeito Alsueres Mariano Correia Júnior (PSB), que deve ser candidato a prefeito em 2016 apoiado por Misael e Marconi.

Cuidando da saúde
Ex-deputado federal Sandro Mabel (PMDB) cuida de uma trombose na perna que o tem incomodado bastante nas últimas semanas.


Rápidas

O promotor de Justiça Goiamilton Antônio Machado, da 70ª Promotoria de Goiânia, ajuizou ação civil pública, com pedido de tutela antecipada, contra a Saneago e a Agência Goiana de Regulação (AGR) para impedir novo aumento das tarifas de água e esgoto da empresa em duas parcelas, uma a partir de 1º de outubro (8%) e outra a partir de 1º de dezembro (5,4%).

A obra do corredor da avenida T-7, no trecho entre as avenidas T-2 e C-205, foi paralisada da para desespero dos comerciantes do Setor Bueno e do Jardim América, em Goiânia, que amargam enormes prejuízos. Há empresário que está gastando dinheiro com a mídia para orientar seus clientes sobre como chegar a seu comércio na tentativa de reduzir o prejuízo.
Ex-prefeito de Trindade, Ricardo Fortunato (PMDB) vai responder a mais uma ação de improbidade por ter permitido, em 2010, a realização, no Carreiródromo, da festa Trííí Show, financiada com a venda de ingressos, comida, bebida e participação de artistas. Fortunato também teria custeado, sem licitação e sem prestar contas, a estrutura do evento .

A promotora de Justiça Patrícia Adriana Ribeiro Barbosa lembra que o Carreiródromo tem como finalidade a realização de eventos culturais, sem fins lucrativos, conforme decreto assinado pelo próprio Ricardo Fortunato dispondo sobre as normas para locação de áreas públicas e outros procedimentos relacionados à Romaria do Divino Pai Eterno durante aquele ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here