Cancelamento de reajuste de 12,33% pode levar policiais civis a nova greve

0
1164
João Carlos Gorski. foto: Eduardo-Ferreira

A Diretoria Executiva da União Goiana dos Policiais Civis – UGOPOCI participou, nesta manhã, de uma reunião na Diretoria Geral da Polícia Civil, juntamente com as entidades classistas que defendem os direitos dos policiais civis, com o delegado geral João Carlos Gorski. O tema da reunião foi sobre o reajuste salarial dos policiais civis, concedido por meio das Leis 18.419/14, 18.420/14 e 18.421/14.

O Diretor Geral da Policia Civil, João Carlos Gorski, informou aos presentes que em reunião extraordinária na tarde de ontem, 03.11.15., com o Secretário de Segurança Pública e os comandantes da Polícia Militar, Bombeiro Militar e com o Diretor da Agência Prisional, no Palácio das Esmeraldas, o Governador Marconi Perillo informou, que devido à crise financeira do Estado, não terá condições, neste momento, de pagar o reajuste de 12,33% previstos para novembro e dezembro concedidos aos servidores da Secretaria de Segurança Pública.

De acordo com o diretor, o governador informou que irá cumprir com o acordado, mas irá rever a forma de fazê-lo, pedindo o prazo de um ano para fazer o pagamento do reajuste (12,33%), lançando os demais percentuais para os anos subsequentes.

Estamos vivendo um ano atípico negativo para o funcionalismo público estadual. O novo ‘ajuste fiscal’, como o governo denomina as maldades, prevê cortar bônus, adicionais, horas extras, data-base e outros benefícios dos servidores. Além do atraso no pagamento dos policiais civis e demais servidores, o governo estadual, na véspera do reajuste concedido após uma greve sofrida da categoria, resolve descumprir as leis vigentes e cancela uma das parcelas de 12,33%.

É inadmissível!!! A União Goiana dos Policiais Civis – UGOPOCI repudia com veemência o tratamento dispensado pelo governo estadual aos servidores da Secretaria de Segurança Pública e, em especial aos policiais civis. Estaremos, nas próximas horas, nos reunindo com todas as categorias que integram a rede da segurança pública do nosso Estado e também com as entidades classistas da polícia civil para traçar metas e diretrizes para garantir o reajuste explicitado em lei pelo governo de Goiás.

Fonte: UGOPOCI

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here