Goiás ganha duas universidades federais

0
1062
Goiás ganha duas universidades federais

O governador Marconi Perillo anunciou na quinta-feira passada, dia 5, durante entrevista coletiva no 10º andar do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, que a presidente Dilma Rousseff autorizou a criação de duas novas universidades federais em Goiás, em Jataí e Catalão. O anúncio foi feito logo depois que ele chegou de Brasília, onde esteve em audiência com a presidente. Acompanhado pelo reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG), Orlando Amaral, o governador afirmou que trata-se de um momento extremamente feliz porque Goiás conquista, de uma só vez, duas universidades federais, fruto de um trabalho desenvolvido em conjunto com as prefeituras de Jataí e Catalão, e também com a equipe da UFG.
Marconi afirmou que a presidente Dilma deverá vir a Goiás no dia 19 de novembro para assinar as mensagens que enviará ao Congresso Nacional criando as universidades, provavelmente durante solenidades, em Jataí e Catalão. Ele disse acreditar que até o final deste ano a mensagem poderá ser aprovada pelo Congresso com apoio unânime da bancada goiana, e começarão a operar de forma autônoma no próximo ano. Explicou que a discussão foi retomada há um mês, quando o governo estadual anunciou a doação de um terreno de quase 400 hectares para a Universidade Federal, para o campus de Jataí.
“Iniciamos um trabalho conjunto com apoio das prefeituras, da UFG, e enviamos à presidente e ao ministro da Educação todas as informações”, declarou.
Segundo o governador e o reitor Orlando Amaral, possivelmente as universidades serão denominadas Universidade Federal do Sudoeste Goiano, em Jataí, e Universidade Federal do Sudeste Goiano, em Catalão.
“Esse anúncio é muito importante considerando que, ao longo de 60 anos, Goiás conviveu com uma única Universidade Federal. Aliás, uma extraordinária Universidade Federal, muito bem dirigida, que forma excelentes profissionais todos os anos, e que foi a responsável pela consolidação de dois dos mais importantes campus do País, que são os de Jataí e Catalão”, observou.
“Estamos multiplicando por três o número de universidades federais, e um Estado como o nosso precisa contar com uma formação superior de alto nível, com universidades autônomas, e esses espaços serão decisivos para o futuro do Estado, futuro das próximas gerações”, completou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here