Francisco Oliveira atua na inclusão da pessoa com deficiência

0
3198

Deputado estadual Francisco Oliveira (PHS) é hoje o principal representante da  pessoa com deficiência na Assembleia Legislativa de Goiás. Desde que assumiu o cargo e a função de representá-los, no início deste ano, ele já apresentou vários projetos na Casa que amparam essas pessoas. Logo no início da legislatura, o primeiro projeto dele estabeleceu a reserva de 2% a 5% das vagas às pessoas com deficiência nas contratações em entidades e órgãos públicos. Na sequência, ele levou a Plenário mais dois projetos. Um dispondo sobre a reserva de 10% de vagas de estágio para as pessoas com deficiência na administração direta e indireta do Estado de Goiás e outro que garante prioridade para o cidadão com deficiência na tramitação dos procedimentos administrativos e judiciais do Estado. No início deste mês Francisco Oliveira apresentou mais dois projetos de lei que atendem pessoas com deficiência auditiva. O primeiro estabelece diretrizes e parâmetros para a educação bilíngue, trabalhando em conjunto a Língua Brasileira de Sinais (Libras) e o Português escrito na rede estadual de ensino. Já o outro torna obrigatória a presença de um intérprete de libras em todos os eventos públicos oficiais. Assim, o parlamentar cumpre uma missão importante que ampara e promove a inclusão de quem, muitas vezes, vive à margem da sociedade por causa de barreiras que parecem não existir para quem não tem deficiência, mas que são intransponíveis para quem as tem. Se todos tivessem essa sensibilidade, o mundo seria melhor para todos também. Com certeza.


 

“Está na hora de o presidente sociólogo e o presidente operário conversarem“

Ex-senadora Marina Silva (Rede-AC) afirma durante entrevista ao Portal G1 que a saída para a atual crise política brasileira exige diálogo entre os ex-presdidentes Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT).


Efeito da crise
A crise financeira levou a secretária da Fazenda Ana Carla Abrão Costa a enviar ofício aos colegas propondo a eles a redução da carga horária dos servidores públicos do Estado. Ana Carla pretende  reduzir a remuneração dos servidores em 25%. Ela quer que seja dada ampla divulgação da proposta aos servidores com o objetivo de reduzir a folha de pagamento do Estado de Goiás imediatamente.

Redução do expediente
Assim como no Estado, as prefeituras vivem séria crise financeira. Em Goiás, segundo dados da Associação Goiana dos Municípios (AGM), cerca de 40% das prefeituras reduziram o horário de atendimento ao público para meio expediente. A prefeitura de Goiânia, grande e poderosa, é a mais nova a aderir a esse sistema. A partir desta segunda-feira, dia 16 de novembro, até o dia 16 de maio de 2016, só vai atender das 7 à 13 horas.


Na pauta política
A pré-candidatura a prefeito de Goiânia do ex-deputado federal Luiz Bittencourt (PTB) entrou definitivamente na pauta política da sucessão municipal de 2016. Bittencourt prega independência política no seu projeto, o que configura que ele pode dividir a base marconista na capital lançando-se candidato mesmo tendo o PSDB outro nome na disputa. Virou alvo de muitos ataques dos tucanos.

Campanha conjunta
Deputado federal Giuseppe Vecci (PSDB) trabalha para  ser o candidato a prefeito de Goiânia no ano que vem pela  base marconista. Ele propôs fazer parceria para campanha conjunta em Aparecida e Goiânia com o Professor Alcides Ribeiro Filho, também do PSDB. Os dois devem se encontrar em breve para tratar do assunto .

IPTU em discussão
Foi aprovada na quinta-feira passada por unanimidade na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal de Goiânia proposta do vereador Elias Vaz (PSB) de realizar audiência pública, já esta semana, para discutir o projeto da prefeitura de aumento do IPTU/ITU. “Não devemos apreciar a matéria na Comissão até que o assunto seja discutido com a sociedade. Estamos passando por um período de crise e não podemos penalizar ainda mais o contribuinte”, afirma o vereador

Problema político
A presença do vice-prefeito de Aparecida de Goiânia, Ozair José (PSDB), nas reuniões comandadas pelo prefeito Maguito Vilela (PMDB) tem incomodado os secretários municipais. Todos eles, sem exceção, acham que Ozair, que deixou a base do prefeito e foi para a oposição, se filiando ao PSDB, não deveria mais paticipar desses encontros já que o período eleitoral se aproxima e o vice-prefeito navega nos dois lados, tirando proveito político da situação.

Direito de participar
Em conversa com este colunista, o prefeito Maguito Vilela disse que Ozair José é o vice-prefeito e tem direito e representatividade para participar das reuniões de trabalho que ele faz com seus auxiliares na prefeitura. Já nos encontros políticos…

Argumento
As últimas declarações do vice-prefeito Agenor Mariano (PMDB) criticando a atuação do prefeito Paulo Garcia (PT) em Goiânia não foram dadas de forma isolada. Ele sabia o que estava fazendo, com respaldo político de vereadores e deputados. O aumento do IPTU em Goiânia pode ser o argumento dos peemedebistas anti-PT para justificar o rompimento definitivo da aliança entre as duas siglas na capital.

Futurologia
Antes mesmo das eleições municipais de 2016 já se fala muito nas eleições estaduais de 2018. A mais nova teoria propagada por aí é que está se configurando uma forte chapa da oposição ao projeto do Tempo Novo, com Maguito Vilela (PMDB) candidato a governador e Antônio Gomide (PT), candidato a vice-governador.

Crise política
Prefeito de Hidrolândia, Paulo Sérgio de Rezende, o Paulinho (DEM), vive séria crise política com denúncias de irregularidades em obras do município que podem inviabilizar sua candidatura à reeleição. Procuradores da República estiveram na prefeitura e recolheram documentos para investigar  se são verdadeiras as denúncias de desvio de verbas em obras feitas com recursos do governo federal.

Algozes do prefeito
Paulinho é acusado de licitar obras para postos de saúde, fazer aditivo nos contratos e efetuar o pagamento dos mesmos às empreiteiras sem que elas terminassem o serviço, que acabou realizado por servidores da prefeitura de Hidrolândia. O empresário Bruno do Posto e o vereador Rogério Jorge de Lima (PTB), que ajudaram a eleger Paulinho em 2012, são os algozes do prefeito.


Rápidas

Prefeito Maguito Vilela deve iniciar no mês que vem o afunilamento dos oito nomes da sua base que pretendem sucedê-lo. A movimentação da oposição, revigorada no município, força a antecipação do processo de escolha dos nomes da situação em Aparecida.

Até agora o certo é que o candidato prefeito de Aparecida no ano que vem será do PMDB e o vice-prefeito do PT, conforme a vontade de Maguito Vilela.
Do procurador da República em Goiás Helio Telho, via Twitter, sobre o Projeto de repatriamento de ativos: “Projeto de repatriamento de ativos embute uma safadeza. Diz que não beneficia dinheiro de corrupção e tráfico, mas proíbe investigar origem!”

Mais uma ação na justiça contra o ex-prefeito de Trindade, Ricardo Fortunato (PMDB). Agora ele responde por superfaturamento na aquisição de medicamentos, em 2009.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here