Hidrolândia: Paulinho dribla a crise, faz obras e mantém pagamentos em dia

0
4937
Prefeito Paulo Sérgio de Rezende (DEM)

Em Hidrolândia, ao contrário do que muitos alardeiam por aí, a administração municipal vai muito bem, obrigado. O prefeito Paulo Sérgio de Rezende (DEM), o Paulinho, está com a folha de servidores rigorosamente em dia, não demitiu funcionários e também paga em dia fornecedores e prestadores de serviço à prefeitura. E tem mais. Não reduziu o horário de atendimento ao público como acontece em várias prefeituras do Estado, inclusive em Goiânia. Por onde você andar dá para perceber a mão do prefeito com obras em toda a cidade, e também nos distritos. Dificuldade financeira existe, é claro, mas com inteligência, esmero e vontade, Paulinho segue sua missão de administrar bem o muinicípio confiada a ele pela comunidade local. Essa realidade leva ao desespero seus adversários, que tentam macular sua imagem de ótimo gestor. Mas a tática da oposição não dá certo e o prefeito segue muito bem avaliado pela população local e lidera com folga todas as pesquisas de intenção de voto. Para concluir: Paulinho é considerado um dos melhores prefeitos de Goiás e tem recebido colegas em Hidrolândia querendo saber como ele faz tanto pelo município mesmo em momento de crise financeira nacional.


Mais de 52% tiveram nota zero ou próxima de zero”

Ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Valdir Simão, comenta em entrevista coletiva pesquisa da CGU que aponta a transparência na gestão dos municípios brasileiros.


Duas versões”
A crise política entre o prefeito Paulo Garcia (PT) e o vice-prefeito Agenor Mariano (PMDB) provocou a primeira baixa no primeiro escalão da prefeitura de Goiânia na semana passada. Fontes ligadas ao Paço Municipal afirmam que Paulo Garcia demitiu o presidente da Comurg, Ormando José Pires, primo de Agenor. Fontes ligadas a Agenor dizem que Ormando, orientado pelo vice-prefeito, pediu demissão.

Ironia
Apesar de ser primo de Agenor Mariano, o ex-presidente da Comurg, Ormando Pires, é petista há 12 anos. Tentando amenizar os efeitos da demissão, o presidente do diretório metroplitano do PT, deputado Luis Cesar Bueno, disse a este colunista que a demissão foi por questões administativas. “Não tem nada de crise política”, afirmou.


Na mira
Outro que está na mira do prefeito Paulo Garcia é o vereador Clécio Alves (PMDB). Conversas de bastidores dão conta de que se o vereador não mudar o discurso e o comportamento na Câmara Municipal imediatamente vai perder todos os cargos que indicou na prefeitura de Goiânia.

Nomes do PT
Com o PMDB ou sem o PMDB, o certo é que o PT já tem cinco pré-candidatos a prefeito de Goiânia: o ex-reitor da UFG, Edward Madureira, a ex-deputada federal Marina Sant’anna, os deputados estaduais Humberto Aidar, Luis Cesar Bueno e Adriana Accorsi.

Reflexos
Tanto no PMDB quanto no PT não há dúvidas de que o racha na capital, se confirmado, poderá refletir no interior, o que pode afastar os dois partidos e inviabilizar alianças em cidades como Aparecida de Goiânia e Anápolis.

Reuniões e reuniões
Convidadados pelo deputado estadual Bruno Peixoto, presidente do diretório Metropolitano do PMDB, os vereadores de Goiânia se reuniram na tarde de quinta-feira, dia 19, na sede do partido, para discutir a crise de convivência com o PT na prefeitura da capital. Na sexta pela manhã eles se reuniram com o prefeito. O PT promoveu reunião sábado de manhã para debater o mesmo assunto. Até agora muita conversa e pouca decisão. A aliança, mesmo capengando, ainda resiste. São muitos cargos envolvidos nesta história. Decisão mesmo só lá para março de 2016.

Presenças
Da reunião com o prefeito Paulo Garcia com os peemedebistas, participaram o secretário de Governo da Prefeitura, Osmar Magalhães, o presidente do PMDB Metropolitano, Bruno Peixoto, os vereadores Eudes Vigor, Izídio Alves e Wellington Peixoto, e o ex-presidente estadual do PMDB, Samuel Belchior. Faltou o vice-prefeito Agenor Mariano.

Proposta alternativa
A única coisa concreta acertada no encontro é que o PMDB vai apresentar proposta alternativa ao projeto de aumento do IPTU encaminhado à Câmara Municipal por Paulo Garcia. Se der tudo certo, será feito um meio termo das duas propostas. O PMDB diz que não aceita aumento acima da inflação. O projeto do Paço prevê correção monetária mais um aumento real entre 5 e 15% para algumas faixas.

Alerta
Presidente do diretório metroplitano do PT, deputado Luiz Cesar Bueno disse que a discussão do IPTU não pode ser partidarizada. Segundo ele, a prefeitura está há 10 anos sem reajutar o imposto que, segundo ele, funciona como uma taxa de  condomínio. Nesse período, alertou, o custo de manutenção dos serviços básicos da cidade, como iluminação pública e limpeza urbana, aumentou bastante.

Aliança PTB/PSB
Pré-candidato a prefeito de Goiânia pelo PTB, o ex-deputado federal Luiz Bittencourt se encontrou na manhã de sexta-feira, dia 20, com o presidente metropolitano do PSB, Vanderlan Cardoso, também pré-candidato a prefeito da capital. Os dois projetaram debate de alto nível no primeiro turno e aliança entre os dois no segundo.

A vez do PSDB
Presidente da Câmara Municipal e pré-candidato a prefeito, Anselmo Pereira considera que chegou a hora do PSDB ser retribuído pelos partidos da base do governador Marconi Perillo apoiando um candidato tucano em Goiânia no ano que vem. Segundo ele, desde o ano de 2000, quando  a senadora Lúcia Vânia se candidatou a prefeita, o PSDB já apoiou duas campanhas de Sandes Júnior (PP) e uma de  Jovair Arantes (PTB).

Chances aos novos
Além do mais, entende Anselmo Pereira, os partidos aliados já tiveram seus nomes testados nas urnas, sem êxito. Assim, é preciso dar chance a novos candidatos.


Rápidas

Prefeito Paulinho (DEM), de Hidrolândia, ainda não decidiu se vai se candidatar à reeleição em 2016. Mas ao que tudo indica, ele deve continuar no DEM e formar ampla aliança, inclusive com o PSDB, visando se reeleger prefeito de Hidrolândia no ano que vem.

Paulinho bem que ficou tentado em se filiar ao PSDB a convite do governador Marconi Perillo. Mas atendendo aos correligionários locais, deve permenecer no DEM. No entanto, sua esposa, Luciana Marie Ishizuka de Rezende, já se filiou ao PSDB de Hidrolândia.

Professor Alcides Ribeiro Filho, pré-candidato a prefeito de Aparecida pelo PSDB, já contratou equipe que ficará responsável pelo seu marqueting político nesta pré-campanha. A equipe é liderada por Teófilo Luiz, conhecido no meio com Téo.

Teófilo Luiz é marqueteiro experiente e vitorioso. Já comandou várias campanhas em Goiás e em outros estados. Trabalhou também para Sandro Mabel. A indiciação de seu nome, segundo comentários de bastidores, teria saído do Palácio Pedro Ludovico Teixeira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here