Prorrogado mutirão para negociação do ICMS e do IPVA

0
1476
Milhares de contribuintes formaram longas filas na tentativa de negociar seus débitos

Descontos e parcelamentos serão feitos na Semana de Conciliação, que vai até o dia 27

Devido à grande procura pela renegociação de dívidas do ICMS, IPVA e ITCD, a Secretaria da Fazenda prorrogou até próxima sexta-feira, dia 27, o prazo para que o contribuinte possa negociar os débitos com descontos e vantagens oferecidos durante o Mutirão de Negociação Fiscal, que estava programado para terminar neste sábado, dia 21. Nos quatro primeiros dias do Mutirão (de 16 a 19), mais de 13 mil contribuintes negociaram suas dívidas no Shopping Estação Goiânia e nas 11 Delegacias Fiscais no interior.
A demanda foi grande na manhã de sexta-feira, dia 20. Desde cedo, os contribuintes lotaram o Shopping Estação Goiânia para aproveitar a oportunidade e regularizar a situação junto à Sefaz. Com a prorrogação, os descontos de até 98% do valor da multa e os parcelamentos em até 60 meses continuarão sendo oferecidos durante a Semana Nacional de Conciliação, de 23 a 27 próximos.
Em Goiânia, o atendimento permanece no Shopping Estação Goiânia e, a partir de segunda-feira, dia 23, também será feito na Delegacia Regional de Fiscalização, na Praça Tamandaré. No interior, o contribuinte pode procurar uma das 11 Delegacias Regionais de Fiscalização em: Anápolis, Catalão, Goianésia, Goiás, Itumbiara, Jataí, Luziânia, Morrinhos, Porangatu, Rio Verde e Formosa.


Goiás é 1º lugar em transparência no Brasil

O Governo de Goiás atendeu a todos os requisitos estabelecidos para o cumprimento da Lei de Acesso à Informação e obteve nota 10 na segunda edição da Escala Brasil Transparente, aferida pela Controladoria-Geral da União.
O resultado confirma a prioridade dada pela gestão do governador Marconi Perillo ao cumprimento da LAI. Na escala anterior, divulgada em maio deste ano, o Governo de Goiás obteve nota 8,89. A pesquisa mede o grau de transparência pública em Estados e municípios e aferiu o cumprimento de 10 requisitos técnicos. A gestão estadual atendeu a todos os itens, alcançando a nota máxima da EBT.
A pesquisa da CGU analisou 1.613 entes federativos – entre eles, todos Estados e suas respectivas capitais.
Goiás aparece na primeira posição, com nota 10, ao lado de Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, São Paulo e o Distrito Federal – a CGU avaliou todas as 27 unidades da federação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here