Agenor Mariano é o primeiro a assinar o divórcio do PMDB com o PT

0
2164

O vice-prefeito de Goiânia, Agenor Mariano, foi o primeiro peemedebista do alto clero do partido a anunciar oficialmente rompimento político e adminsitrativo com o prefeito Paulo Garcia e com o PT. Na sexta-feira, dia 18, Agenor Mariano anunciou à imprensa sua ida para a oposição. “Eu não tenho mais compromisso político com o prefeito e com o PT. Sou oposição à administração”, disse. É claro que Agenor está respaldado politicamente por Iris Rezende, mas diferentemente de outros peemedebistas, ele encarou a briga, cortou diálogo com o prefeito e prega que a aliança entre PT e PMDB exauriu. Para ele, o PMDB deve entregar os cargos que tem na prefeitura e assumir papel de oposição. O racha se consolidou quando ele se posicionou contra o aumento do IPTU e de lá para cá já ouviu muita coisa, a favor e contra o que fez. Os iristas de forma geral não gostam de falar sobre a devolução de cargos. Preferem esperar até março, pelo menos. Mas saem em defesa de Agenor. “Como vice prefeito, referendado pelas urnas, Agenor Mariano tem e deve ter o direito de dizer o que pensa, mesmo contrariando o Paço”, disse a ex-deputada Iris Araújo via Twitter. Para colocar um pedra sobre seu relacionamento com o prefeito, Agenor Mariano também usou o Twitter para confirmar que não apoia mais Paulo Garcia. “Meu compromisso, maior do que com o prefeito e com o PT, é com aqueles que me elegeram”. Ao que tudo indica, é questão de tempo o divórcio político do PT com o PMDB em Goiânia.


 

“A gente pode até dar uma envergadinha, mas não quebra, não”.

Presidenta Dilma Rousseff (PT) ao comentar, na Bahia, a crise econômica que o país enfrenta e afirmar que espera tempos melhores em 2016.


Troca de elogios
Governador Marconi Perillo (PSDB) e prefeito Maguito Vilela (PMDB) afinam o discurso e não se cansam de trocar elogios. Foi assim nos últimos dias quando os dois se encontraram nas solenidades de liberação de recursos do Ministério das Cidades para Goiás e para Aparecida, com a presença do ministro Gilberto Kassab, de lançamento do Plano Estadual de Combate à Dengue, na inauguração do Vapt Vupt de Aparecida e na entrega de escrituras no Jardim Tiradentes, esta na terça-feira, dia 22.

Coisas da política
Os constantes encontros de Marconi e Maguito com troca de elogios entre ambos suscitam muitos boatos. Há quem acredita na possibilidade de o governador e o prefeito estarem trabalhando nos bastidores para formarem uma aliança entre o PMDB e o PSDB para a sucessão em Aparecida no ano que vem. Será?

Sessões extras
Vereadores de Aparecida vão trabalhar entre o Natal e o Reveillon. A Câmara Municipal vai funcionar em regime de sessões extras entre os dias 28, 29 e 30 para discussão e votação de vários projetos de interesse do Executivo. Detalhe: sem custo extra para o erário.

Só em 2016
Durante reunião de 12 vereadores com o secretário municipal de Governo e Integração Institucional, Euler de Morais, realizada na tarde de terça-feira, dia 22, ficou acertado que o novo Plano Diretor de Aparecida só será votado no dia 4 de fevereiro de 2016, na primeira sessão da nova legislatura. O Executivo Municipal insistia na votação do projeto ainda neste ano.

Como uma luva
Nota na coluna do jornalista Ancelmo Góis, no site do jornal O Globo, diz que o pré-candidato à presidência da República pelo PDT, o ex-ministro Ciro Gomes, já estaria em busca de um nome de expressão nacional para compor a vice de sua chapa para o Palácio do Planalto. Ciro tem preferência por um político do Sudeste ou do Centro-Oeste e o governador Marconi Perillo (PSDB) é o favorito dele para a vaga. Ciro teria admitido a um colega cearense que o nome Marconi Perillo “cairia como uma luva”, afirma a nota.

Desabafo
Ao deixar o local da solenidade de entrega de ecrituras para moradores do Jardim Tiradentes, em Aparecida de Goiânia, no final da tarde de terça-feira, dia 22, o governador Marconi Perillo ouviu o desabafo de uma jovem. Assim que Marconi passou no corredor próximo de onde estava, ela gritou que tudo era “mentira”, além de outras palavras de baixo calão. O governador ouviu, olhou, mas nada disse. Saiu do recinto rapidinho sem falar com mais ninguém.
Futurologia
Ainda temos as eleições municipais de 2016, mas tem gente pensando em 2018. A última boataria comentada por aí é que Maguito Vilela (PMDB) seria candidato a senador em 2018, tendo Ronaldo Caiado (DEM) como candidato a governador e Daniel Vilela (PMDB) como vice.

Nomes do PSDB
Depois que a pré-candidatura do presidente da Agetop, Jayme Rincón, virou água por causa da Operaçao Compadrio, dois nomes ganharam força no PSDB para disputar a prefeitura de Goiânia no ano que vem. Os deputados Federais Fábio Souza e Giuseppe Vecci são as bolas da vez. Vecci, neste caso, tem a preferência do governador Marconi Perillo.

Solidariedade
Servidores efetivos da Secretaria Estadual de Saúde (SES) doaram cestas básicas a funcionários terceirizados da empresa de segurança Coral que prestam serviço no local. Eles estão há meses sem receber os salários, o que motivou a ação solidária dos servidores da SES.

Operação Sinecura
Vice-presidente do SindiGoiânia e funcionário de carreira há 35 anos da Prefeitura de Goiânia, Mauro Zica Júnior, um dos acusados de ter participado do desvio de R$ 30 milhões da entidade, disse ao Blog Goiás 24 Horas que ao final do inquérito ficará provada a sua inocência. “Sempre pautei a minha vida pela honestidade”, ressaltou. Quem não deve, não teme.

Novo discurso
Ex-deputado federal Sandro Mabel (PMDB), que transferiu domicílio eleitoral para Aparecida de Goiânia em setembro passado, sempre negou a possibilidade de disputar a prefeitura no ano que vem. Mas nos últimos dias tem dito a amigos que está repensando sua decisão já que são muitos os pedidos para que ele se candidate.

Polvorosa
A mudança de postura de Sandro Mabel deixa a base do prefeito Maguito Vilela (PMDB) e até a oposição em polvorosa. Se Sandro confirmar pretensão de disputar a prefeitura provocará abalos consistentes nos dois lados, podendo até provocar o recuou de vários pré-candidatos. O prefeito Maguito Vilela disse em entrevista à Rádio 730 que Mabel nunca admitiu a ela esta possibilidade, por isso não acredita que ele se candidate. Vamos ver.


Rápidas

Deputado Daniel Vilela (PMDB) não compareceu ao ato de entrega de 500 escrituras no Jardim Tiradentes, em Aparecida, que contou com a presença de Maguito Vilela (PMDB) e Marconi Perillo (PSDB).

Prefeito de Hidrolândia, Paulo Sérgio de Rezende, o Paulinho (DEM), deve confirmar candidatura à reeleição em janeiro. O prefeito vai liderar ampla coalizão que engloba partidos com o DEM, o PSDB e o PMDB.
A Prefeitura de Aparecida pagou o mês de dezembro dos servidores municipais na terça-feira, dia 22. A prefeitura de Goiânia pagou na quarta-feira, dia 23. O 13º salário nas duas prefeituras já foi integralmente pago.

No Estado, o pagamento será feito até o dia 31 de dezembro para quem recebe até R$ 3,5 mil e até o dia 10 de janeiro, para quem recebe acima de R$ 3,5 mil. O 13º salário é pago no mês de aniversário do servidor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here