Presidente do sindicato de empresas revendedoras de gás é preso em GO

0
862

Segundo polícia, ele é suspeito de coagir comerciantes a subir preço; vídeo.
Advogado negou que seu cliente tenha dado ordem para alinhar valores.

O presidente do Sindicato das Empresas Revendedoras de Gás da Região Centro-Oeste (Sinergás), Zenildo Dias do Vale, foi preso em flagrante nesta terça-feira (19) suspeito de coagir empresas a vender o produto por um preço maior. Ele foi detido logo após uma reunião com um comerciante, que já havia denunciado o caso no 1º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital.

Diante da situação, a Polícia Civil armou um flagrante e instalou câmeras escondidas para registrar o encontro. Em determinado momento, Zenildo faz pressão para que o dono do depósito aumente o valor que cobra, de R$ 45. “Seu gás se você não mudar o teu preço, não colocar igual dos outros caras, alinhanhamento de R$ 55 para cima”, diz.

De acordo com o delegado plantonista André Soares, Zenildo disse, em tom de ameaça, que o comércio poderia ter problemas se não aumentasse o preço. “Ele falava que se não subir, ia haver consequências, dificuldades e dizia que alguns estabelecimentos chegaram a fechar as portas por não seguirem o alinhamento de preços”.

O dono do depósito, que não quis se identificar, ratificou as ameaças. “Ameaça é que vai fechar o depósito, proibir as companhias de vender para nós. Ou vendo o gás do preço que eles querem, ou eles vem e fecham suas portas lá nas companhias, que não te vendem o gás para você trabalhar”, diz

Levado à delegacia, Zenildo preferiu ficar em silêncio. O advogado dele, Rodrigo Vinícius Mesquita disse que seu cliente, em nenhum momento, coagiu, ameaçou ou deu ordem para que fosse feito um alinhamento de preços. O defensor alegou ainda que os preços nos depósitos são variados.

A polícia deve indiciado o presidente por crime contra a economia popular. Em caso de condenação, ele pode pegar uma pena que varia de 2 a 10 anos.

O delegado explicou que Zenildo é ex-policial militar lotado no Mato Grosso. Para evitar represálias de outros presos por conta disso, ele está detido sozinho em uma cela do 3º Distrito Policial de Aparecida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here