Estudo sobre brucelose será feito em 900 fazendas goianas

0
531

Técnicos da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) e do Ministério da Agricultura estão desenvolvendo estudo epidemiológico da brucelose em fêmeas bovinas adultas em Goiás. Foram sorteadas 900 propriedades rurais que participarão do estudo: 300 fazendas nas regiões Norte e Nordeste, 300 nas regiões Sul e Sudeste e 300 no Sudoeste e Centro do Estado. A expectativa é de que sejam colhidas cerca de 11 mil amostras.

O estudo é para determinar a prevalência e a distribuição regional da brucelose no rebanho bovino goiano. A capacitação dos 36 médicos veterinários que atuarão no estudo está prevista para esta semana, com a participação de três profissionais de cada unidade regional da Agrodefesa. As ações de campo terão início em fevereiro, com previsão de encerramento em abril de 2016.

Thiago Menegazzo e Willian Vilela, coordenadores do estudo, esclarecem que a participação do produtor é voluntária. Caso haja recusa do produtor, ele será substituído por um vizinho, cuja propriedade guarde características semelhantes àquela que foi sorteada. “Acreditamos que o índice de rejeição por parte dos produtores será praticamente zero, devido ao elevado o nível de conscientização da classe” afirma Thiago.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here