Manoel Messias

De Goiânia para o mundo. O jogador goiano Wendell Lira foi reconhecido nesta segunda-feira como autor do gol mais bonito marcado em 2015 em todo o mundo. Wendell recebeu o Prêmio Puskas na tarde desta segunda-feira, na cerimônia da Bola de Ouro da Fifa, na Suíça.

Um gol marcado pelo modesto Goianésia, em partida contra o Atlético-GO, em março de 2015, colocou Wendell Lira em um patamar quase inimaginável. Era o primeiro tempo de uma partida pela nona rodada do Campeonato Goianiense, no Estádio Serra Dourada, quando o atacante avançou em velocidade para receber um passe de Nonato – tão rápido que passou da linha da bola.

Não foi problema: Wendell corrigiu o excesso de vontade com excesso de técnica, em um lance de rara felicidade. Dez meses depois, a obra de arte foi premiada na cerimônia da Fifa em Zurique, na Suíça, onde Wendell Lira, dividiu o palco com nomes como Messi, Neymar e Cristiano Ronaldo.

Uma das principais promessas de uma geração do Goiás que revelou nomes como o zagueiro Rafael Toloi e o lateral-direito Douglas, que estão atualmente no futebol europeu. As constantes lesões no início da carreira atrapalharam o atacante, que não conseguiu se firmar no Verdão e atuou por outros clubes do estado, como Trindade, Anapolina e Goianésia, onde disputou o último Campeonato Goiano. Após passagem discreta pelo Tombense na Série C, Wendell fechou com o Vila Nova.

Na votação do Prêmio Puskas, aberta a internautas de todo mundo através do site oficial da Fifa, Wendell enfrentou a concorrência do próprio Messi, pelo gol marcado contra o Athletic Bilbao na final da Copa do Rei, e do atacante Florenzi, da Roma, que marcou do meio-de-campo contra o Barcelona pela Liga dos Campeões.

Emocionado, Wendell Lira subiu ao palco em Zurique, agradeceu aos familiares por todo o apoio e mandou uma mensagem para os brasileiros.

Wendell não segura as lágrimas (Foto: REUTERS)
Wendell não segura as lágrimas (Foto: REUTERS)

– Quero agradecer muito à minha família, e à nação brasileira que votou em mim. Minha mulher e minha filha são tudo na minha vida – disse o brasileiro, que encerrou o emocionado discurso lembrando a história de Davi e Golias.

Humilde, o atacante revelou ser fã de Cristiano Ronaldo. Ele também disse que só a nomeação para o Prêmio Puskás já foi o suficiente para conseguir um salário melhor e ajudar a família.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here