O caminho das exportações

0
2244

Em um ano de crise como foi 2015, as exportações goianas para outros países, que somaram quase 6 bilhões de dólares, mostram que com trabalho e força de vontade é possível colher bons frutos mesmo em tempos difíceis. O saldo comercial do estado de Goiás em 2015 foi positivo em 2,5 bilhões de dólares, com as importações chegando a 3,5 bilhões de dólares. É uma notícia importante, especialmente em um ano em que a economia brasileira de modo geral patinou e andou pra trás.
Vários fatores contribuíram para esse resultado. Graças à política de levar e divulgar no exterior a “marca” Goiás, os produtos aqui fabricados estão cada vez mais sendo aceitos mundo afora. Segundo dados da Superintendência Executiva de Comércio Exterior da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação de Goiás (SED), hoje o estado conta com mais de 145 países parceiros e mais de 900 produtos à disposição para exportações.
As exportações são muito importante por gerar emprego e manter a economia aquecida, já que significa entrada de dinheiro. Goiás está firmado como um grande exportador de commodities, como soja, milho, carne, carne de frango, cereais. Mas aos poucos já começa a diversificar suas exportações com produtos mais elaborados.
Esse avanço não veio por acaso. Isso ocorre em virtude de uma política de incentivo à exportação do governo estadual, quer seja na atração de empresas ou no fortalecimento dessas empresas que se tornaram parceiras exportadoras do estado. Ao mesmo tempo, há também um trabalho com o Sebrae para estimular ainda mais as pequenas empresas a se inserirem no mercado exportador. Soma-se a isso uma importante boa relação com Apex (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).
No ano passado Goiás recebeu visita de 33 embaixadores e manteve contatos com mais de 30 embaixadas em Brasília. Tudo buscando divulgar os produtos goianos e efetivar parcerias comerciais.
De acordo com o superintendente executivo de Comércio Exterior da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação (SED), William O’Dwyer, a intenção é, neste ano, empreender várias missões internacionais. No roteiro, uma missão ao Oriente Médio e à Oceania, que inclui a Austrália e Nova Zelândia, justamente para buscar parcerias, incentivos e mostrar nossos produtos.
Assim deve continuar a política de exportação dos produtos goianos. Em meio a notícias negativas na economia nacional, em termos de comércio exterior Goiás pode se gabar de ter fechado bem o ano de 2015 e tem boas perspectivas para 2016.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here