Jurisdicionadas da SED detalham metas para 2016

0
1249
Presidentes de jurisdicionadas apresentam metas para 2016. Crédito - Jota Eurípedes

Vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, José Eliton comanda reunião onde defende parcerias e intensificação de ações que gerem mais renda e emprego aos goianos

O vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, José Eliton, coordenou reunião de trabalho com órgãos jurisdicionados à secretaria que comanda e que mantém vínculo com a Superintendência Executiva de Agricultura. Foram apresentados balanços de ações executadas no ano passado e, principalmente, projetos e metas a serem alcançadas em 2016.

O encontro ocorreu na tarde da última segunda-feira (18), na Sala de Reuniões localizada no 4º andar do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, e contou com as presenças dos presidentes das Centrais de Abastecimento do estado de Goiás (Ceasa), Edivaldo Cardoso de Paula; da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), Pedro Arraes; e da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), Arthur Toledo. Superintendentes executivos da SED também participaram da reunião de trabalho.

De acordo com José Eliton, a presença de todos os superintendentes executivos indica um trabalho conjunto a ser executado pelas jurisdicionadas e que não pode ser restrito apenas a uma ou outra superintendência da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. “Ceasa, Agrodefesa e Emater desempenham funções relacionadas à agricultura, mas devem envolver outras áreas da SED como parceiras, a exemplo do Comércio Exterior e Ciência e Tecnologia”, relatou.

De acordo com a programação de encontros dessa natureza, em breve outras jurisdicionadas também deverão participar de reuniões semelhantes. “Todas as superintendências executivas, superintendências e diretorias terão participação efetiva em ações de modo geral. Trabalharemos em unidade”, afirmou o vice-governador e secretário.

Ceasa
De acordo com o presidente das Centrais de Abastecimento do Estado de Goiás (Ceasa), Edivaldo Cardoso, dentre as ações a serem implementadas na entidade, o destaque é para obras estruturais e socioambientais que impactarão diretamente os produtores, funcionários, consumidores e a população em geral.

Ampliação dos espaços de carga e descarga, pátio de manobra para caminhões e construção de uma creche estão entre os projetos já iniciados em 2015 e que devem ser concluídos nesse ano. A Ceasa aposta ainda em ações de mitigação dos impactos ambientais, como tratamento adequado dos resíduos sólidos e da água para reuso em banheiros e jardinagem.

Edivaldo Cardoso afirma ainda que para 2016 um dos grandes desafios é aumentar significativamente o volume de doações de alimentos para famílias carentes e instituições filantrópicas. “Com o banco de alimentos reduzimos as taxas de desperdício de hortifrútis e ainda contribuímos com as instituições”, enfatizou.

Emater
Pedro Arraes, presidente da Emater, após exibir relatório de atividades realizadas no ano passado, apresentou projetos a serem implementados ao longo de 2016. Entre as principais metas está a construção do novo complexo laboratorial e da nova sede da entidade, no Centro de Inovação Rural, no campus II da Universidade Federal de Goiás (UFG). “Nossa proposta é instalar 56 unidades piloto da Rede de Inovação Rural, que devem atender 840 famílias em Goiás”, explicou.

De acordo com o presidente, as ações seguem projetos importantes e que já foram iniciados no ano passado, como a reestruturação dos eixos de pesquisa e extensão rural, de administração e comunicação e de infraestrutura da Agência.

Entre os resultados mais importantes estão a formatação de uma nova metodologia de assistência técnica (a Rede de Inovação Rural), a implementação do programa de gestão de metas pelo Sistema de Acompanhamento de Técnico Local (Sistec) e a reorganização da Agência em 12 Unidades Regionais.

Agrodefesa
Arthur Toledo, presidente da Agrodefesa, comemora as ações da Agência em 2015. De acordo com a declaração dos produtores rurais do Estado, cerca de 99,77% do rebanho goiano foi vacinado. “Este é o maior índice de vacinação alcançado em todas as etapas já realizadas até hoje”, enfatiza.

Ao apresentar as metas para esse ano, Arthur Toledo aponta como um dos principais objetivos elevar o número de atendimentos aos pecuaristas. Para tanto, “serão firmadas parcerias com sindicatos de produtores rurais, cooperativas, associais e prefeituras”, pontua o presidente.

Outro ponto abordado pelo presidente da Agência é a ampliação do número de Cartões Rurais, uma iniciativa contemplada pelo Inova Goiás e que habilita os produtores pecuaristas para acessarem os serviços on-line e emitirem a Guia de Trânsito de Animais e outros documentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here