Iris e Gustavo podem fazer campanha juntos

0
4133
Iris Rezende recebe Gustavo Mendanha e comitiva de Aparecida. Movimentação agita escritório político do líder peemedebista

Pré-candidato a prefeito de Aparecida leva comitiva ao escritório político do ex-prefeito de Goiânia, um dos nomes do PMDB para a sucessão na capital, para falar sobre sucessão nos dois municípios

Ronaldo Coelho

O ex-prefeito Iris Rezende (PMDB) foi surpreendido na manhã de quinta-feira, dia 21, quando recebeu em seu escritório político, no Setor Marista, em Goiânia, cerca de 250 lideranças de Aparecida de Goiânia. Entre os presentes, levados ao escritório dele pelo presidente da Câmara Municipal, Gustavo Mendanha (PMDB), estavam 14 secretários da prefeitura, 16 vereadores, suplentes e pré-candidatos a vereador e lideranças de vários segmentos sociais e de vários partidos políticos do município.
O encontro, agendado pelo ex-deputado estadual Léo Mendanha, amigo pessoal de Iris Rezende de longa data, teve o objetivo de levar oficialmente ao conhecimento do cacique peemedebista o projeto de Gustavo Mendanha de se candidatar neste ano à prefeitura de Aparecida pelo PMDB.
O encontro superou a expectativa dos aparecidenses em número de pessoas presentes e empolgou o ex-governador Iris Rezende que, com a sala totalmente lotada, teve que subir na sua mesa de trabalho para discursar aos correligionários, sendo efusivamente aplaudido.
Iris disse que estava entusiasmado com a força política de Gustavo Mendanha demonstrada pela mobilização das lideranças de vários partidos políticos ocorrida para o encontro. Garantiu que, sendo o escolhido da base do prefeito Maguito Vilela (PMDB), Gustavo terá total apoio à sua candidatura.
“O Iris reconheceu o trabalho do Gustavo e ficou entusiasmado com o poder de mobilização que ele tem. Sempre fomos companheiros e ele vai nos apoiar”, disse Léo Mendanha, que é pai vereador.
Na condição de pré-candidato a prefeito, Gustavo Mendanha disse que conversou com o prefeito Maguito Vilela sobre a necessidade de se encontrar com Iris Rezende e que desta conversa foi “gerado o encontro”.
Durante a reunião, Iris Rezende falou de sua trajetória política e reforçou a necessidade que o PMDB tem de ter candidato a prefeito em Aparecida para que possa dar continuidade “à administração intocável” do prefeito Maguito Vilela.
Gustavo Mendanha afirmou à Tribuna do Planalto que, além de falar sobre sua pré-candidatura, a comitiva de Aparecida foi ao escritório de Iris Rezende incentivá-lo a ser candidato a prefeito de Goiânia. “Falei da importância da candidatura dele para que possamos fazer campanha casada nas regiões limítrofes entre os dois municípios, caso seja eu o escolhido”.

Escolha
Questionado sobre o processo de escolha do nome do PMDB de Aparecida, já que existem oito pré-candidatos a prefeito, Gustavo Mendanha disse que não há necessidade de prévias no partido. “Vai ser através das consultas que o prefeito Maguito Vilela tem feito junto aos vereadores, aos partidos políticos, às lideranças, aos segmentos organizados e à população. A escolha será dele”.
Na sexta-feira, dia 22, pela manhã, Iris Rezende ligou para Gustavo Mendanha agradecendo pela visita. Como os dois tiveram pouca oportunidade de conversar sobre a sucessão nos dois municípios, já que havia um grande número de pessoas no encontro de quinta-feira, dia 21, ficou acertado que nesta semana eles vão se enconttrar novamente para uma conversa reservada.

Goiânia
Sobre a sua candidatura a prefeito de Goiânia neste ano, Iris Rezende disse que ainda não sente “entusiasmo” para disputar o cargo e atribui uma eventual mudança de planos à “iluminação divina”.
Mas a movimentação intensa de Iris Rezende e seus discursos inflamados  sinalizam que ele está de corpo e alma em pré-campanha para prefeito.
Seu comportamento, subindo na mesa para discursar com empolgação e as publicações de fotos de encontros com lideranças nas redes sociais indicam que o peemedebista vai mesmo disputar outra eleição aos 82 anos de idade. Ele já foi prefeito de Goiânia por três vezes.
Embora negue a pré-candidatura, Iris faz discurso de candidato ao atacar o ex-pupilo Paulo Garcia (PT), a quem entregou a prefeitura de Goiânia e depois ajudou a elegê-lo para o segundo mandato, acusando-o de ter se aliado ao governador Marconi Perillo (PSDB), seu adversário histórico.
“Ele está lá e eu estou aqui. Ele tomou o rumo dele lá, se uniu ao governo de Goiás”, disse Iris em referência à proposta que prorroga, antecipadamente, a concessão dos serviços de saneamento básico de Goiânia à Saneago por mais 30 anos. O projeto de lei do Executivo está na Câmara Municipal para apreciação e votação dos vereadores durante o período de sessões extraordinárias.
Contrariado com Paulo Garcia, Iris diz que se distanciou do prefeito depois do rompimento dele com o PMDB externado na briga com o vice-prefeito Agenor Mariano. “Ele é o prefeito e eu tenho de enfiar a viola no saco porque já fui prefeito e não sou mais.”
Mas Iris diz ainda estar surpreendido pelo grande desejo da população da capital por sua candidatura. “Não estou pronto para tomar uma decisão. Seja me candidatando ou não”. Como sempre, ele age assim. Os mais próximos de Iris dizem que ele é mesmo candidato e que vai anunciar sua candidatura só lá no mês de junho. Só resta aguardar até lá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here