PMDB permanece em queda de braço

0
1776

Articulação de José Nelto tenta fortalecer candidatura de Daniel Vilela. Outros dois concorrentes ainda estão na disputa

Marcione Barreira, repórter de política

A disputa pela presidência do PMDB em Goiás ganhou novo capitulo na última semana. O deputado federal Daniel Vilela, caso seja oficializado candidato, obteve um importante apoio do líder do PMDB na Assembleia Legislativa. O deputado estadual José Nelto  formalizou suporte ao nome de Daniel para comandar o partido.
Entretanto, há ainda o que ser discutido com os outros nomes da legenda na Assembleia. Dos cinco legisladores na Casa apenas Nelto tem posição definida no que tange o apoio a Daniel. Neste imbróglio, Paulo Cezar Martins ainda mantém desejo de presidir o partido.
Apesar de não admitirem, o consenso em torno de um nome é praticamente descartado. Os pretendentes a comandar o PMDB navegam em ambientes distintos historicamente. O ex-prefeito de Bom Jardim de Goiás, Nailton Oliveira, é ligado à ala irista, enquanto Daniel pertence à ala maguitista.
Ainda neste ambiente de disputa figura o deputado Paulo Cezar Martins, que foi um dos nomes do partido mais bem votados para a Assembleia e tem apoio de diversos colégios pelo interior de Goiás. O próprio Nelto, agora aliado de Daniel, defende um nome novo para comandar a legenda, mostrando assim que não é simpático a Nailton.

Deputado José Nelto defende nome de Daniel Vilela e atua nos bastidores para mudar comando do PMDB em Goiás
Deputado José Nelto defende nome de Daniel Vilela e atua nos bastidores para mudar comando do PMDB em Goiás

Com tudo isso, fica claro a diferença de ideias dentro do PMDB. O desgaste bate na porta da agremiação mais uma vez e vislumbra durar até o dia 5 de fevereiro, data oficial prevista para ocorrer a convenção estadual. Até lá, as disputas internas estarão acaloradas e deve render ainda alguns capítulos.
Até este estágio das conversações muita coisa já aconteceu e diversas reviravoltas. Nos primórdios da disputa, o deputado José Nelto almejava presidir o partido e rivalizava com Daniel Vilela, entretanto, no final do ano passado, o peemedebista retirou-se da disputa hipotecando apoio a Daniel. Corre nos bastidores que há rixa entre Nelto e a ex-deputada Iris Araujo, apoiadora de Nailton Oliveira.

Nailton Oliveira permanece na disputa. Ele representa a ala do ex-prefeito Iris Rzende no embate interno do PMDB
Nailton Oliveira permanece na disputa. Ele representa a ala do ex-prefeito Iris Rezende no embate interno do PMDB

Deputados
Dentro da Assembleia, a direção dos demais correligionários de José Nelto é incerta. Com exceção do deputado estadual Bruno Peixoto (PMDB), com quem a reportagem não conseguiu contato, todos os outros dizem não ter posição sobre quem apoiar na disputa pelo comando do partido.
Há ainda quem busca consenso entre as partes sob argumento de que o PMDB não pode ter disputa neste momento, o que poderia ser ruim para a legenda. O deputado estadual Adib Elias compartilha deste pensamento e, para isso, já programou conversa com as frentes.
Ele pretende dialogar com pelo menos dois dos candidatos neste momento. Entre os quais Daniel Vilela e Nailton Oliveira na tentativa de um consenso. “Meu papel é de agregador. Não declarei apoio a ninguém. Eu vou tentar aglutinar até o último momento. Vou conversar com eles para tentarmos um acordo”, enfatizou Adib.

Deputado Adib Elias trabalha pelo consenso no PMDB. Ele acha que a legenda não está preparado para o embate
Deputado Adib Elias trabalha pelo consenso no PMDB. Ele acha que a legenda não está preparado para o embate

Outro peemedebista na Assembleia que ainda não sabe quem apoiar é o deputado Ernesto Roller. O parlamentar não participou da reunião por estar em viagem e, por isso, ainda não conversou com nenhuma das partes. “Só vi noticias através da imprensa. Precisamos conversar”, disse Roller.
Para Roller, o presidente do partido não necessariamente precisa ter mandato. Entretanto, ele observa que a representatividade é importante neste sentido. “Quanto maior for a representatividade melhor, está mais próximo dos municípios. Agora, eu não acho que esse é um ponto determinante”, afirma o deputado.

Deputado Ernesto Roller não participou de encontro, mas avalia que o partido precisa conversar para se entender
Deputado Ernesto Roller não participou de encontro, mas avalia que o partido precisa conversar para se entender

Até aqui Daniel Vilela não disse que é ou não candidato, mas internamente não há dúvida de que ele vai concorrer. José Nelto trabalha para que ele seja o nome da bancada. Indagado sobre possíveis atritos dentro da sigla Nelto é tranquilo: “Problemas você sempre vai ter, mas é preciso superá-los. Daniel é o nome da bancada”, finalizou.

Na disputa
Apesar de ter comparecido na reunião no escritório de Daniel Vilela, Paulo Cezar Martins se mantém firme na disputa, no entanto, agora adota tom mais leve em relação a candidatura. “Nós ainda não definimos quem serão os candidatos”, disse. Para tanto, Paulo Cezar já percorre o interior fazendo campanha. Com os novos desdobramentos não se sabe se pedindo voto para ele ou para Daniel Vilela.

Deputado Paulo Cezar Martins colocou nome na disputa, mas pode refluir e apoiar outra candidatura
Deputado Paulo Cezar Martins colocou nome na disputa, mas pode refluir e apoiar outra candidatura

Firme no propósito de presidir a sigla, Nailton Oliveira segue intacto em seus posicionamentos. O ex-prefeito de Bom Jardim de Goiás observa como natural e pessoal a posição assumida pelo líder do partido, contudo, reforça que a manutenção de sua candidatura é certa. “Minha candidatura não é só minha, mas sim de muitos líderes do nosso Estado”, declarou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here