Inaugurada a Central de Flagrantes em Goiânia

0
968
Inauguração da Central de Flagrante e Pronto Atendimento ao Cidadão da Policia Civil. Foto: Eduardo Ferreira

A Central de Flagrantes e Pronto Atendimento ao Cidadão da Polícia Civil de Goiás, construída ao lado do complexo de delegacias especializadas, no Setor Cidade Jardim, em Goiânia, foi inaugurada na última quinta-feira, dia 28. O governador Marconi Perillo ressaltou que através da Central os procedimentos serão agilizados e haverá a modernização da atuação da Polícia Civil colaborando com a população.

A Central foi construída com recursos de R$ 1,7 milhão de convênio da Polícia Civil com o Ministério Público do Trabalho (MPT). Marconi ressaltou que esta é mais uma parceria de sucesso com a instituição. Este é o segundo prédio da PC erguido com esse tipo de parceria. O primeiro foi a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), também em Goiânia.

A procuradora-chefe do Ministério Público do Trabalho em Goiás, Janilda Guimarães Lima, disse, em discurso, que o trabalhador é o mais prejudicado com a violência no País. “É o trabalhador que tem que pegar o ônibus, que tem que sair de madrugada. Essa Central vai ajudar e proteger os nossos trabalhadores , além de otimizar o trabalho da polícia no sentido de proteger os nossos trabalhadores que são nosso público. Nos sentimos muito realizados de participar desse tipo de atuação”.

A Central aglutina o trabalho de flagrante que antes era realizado em quatro Distritos policiais (1º, 5º, 8º e 20º) e a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam). O secretário de Segurança Pública Joaquim Mesquita diz que a Central vai funcionar com a metodologia dos Vapt Vupt, sendo tudo mais ágil e concentrado em um local apenas.

O delegado regional da Polícia Civil responsável por Goiânia, Alexandre Lourenço, esclarece que os quatro distritos continuarão atuando

durante o horário de expediente normalmente. Apenas o 1° distrito possui plantão de ocorrência por conta do alto fluxo.“Somente as conduções de flagrantes que eram encaminhadas para eles, que eram centrais de flagrantes, deixarão de ser feitas lá e serão feitas na Central”.

Ele explica que a polícia, quando tem flagrante, já encaminha a pessoa para a Central. “Antigamente, quando fazia condução de flagrante, mesmo se fosse perto, por exemplo, do 20° distrito, as forças tinham que levar par ao IML e ir ao Centro da cidade para coletar as papilares e voltar para o 20° para fazer a lavratura. Agora mesmo que esteja do lado do 20° distrito, vai sair de lá apenas uma vez e ir pra Central de Flagrantes, onde já faz tudo. É um atendimento mais célere”. Um procedimento que antes durava, em média, 5 horas para ser finalizado, agora será feito em 1h30, o que gera mais benefícios à sociedade porque os policiais estarão de volta às ruas mais rapidamente.

A Central de Flagrantes e Pronto Atendimento ao Cidadão possui área total superior a 4,7 mil m², com cinco cartórios, sala de convivência, refeitório e toda infraestrutura necessária para o atendimento ao público. Fica ao lado do IML e das delegacias especializadas, no Setor Cidade Jardim, em Goiânia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here