Humberto Aidar: “Não participo de jogo com cartas marcadas”

0
3771
Humberto Aidar: críticas ao prefeito

Deputado fez duras críticas ao prefeito Paulo Garcia e disse que vai para convenção a qualquer custo

Marcione Barreira,repórter de política

O deputado estadual Humberto Aidar não está satisfeito com a gestão do prefeito Paulo Garcia em Goiânia e muito menos com a forma que está sendo conduzido o processo de escolha do candidato petista. Para Aidar, Paulo Garcia já tem seu candidato favorito e responde pelo nome de Nelcivone Soares de Melo.
Nelcivone atualmente é titular da Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma). Humberto Aidar atacou a administração do petista e o PMDB e alertou aos companheiros de partido que desejam participar do processo de escolha: “Tomem cuidado porque vocês podem tomar uma bolada nas costas do prefeito Paulo Garcia”, declarou.
O deputado diz que o prefeito já tem seu candidato preferido e que faz a ele, Adriana Accorsi, Luiz Cesar Bueno, Marina Sant’Anna e Edward Madureira de bobos. “Ele fica com essa história de nome novo. Ele já tem o candidato e fica negando mesmo internamente”, disse.
Aidar criticou os diálogos internos do partido que na visão dele está atrasado e obscuro. “Nós já deveríamos estar pelo menos internamente juntos, mas o prefeito esconde de nós mesmo. Somos parlamentares, temos representatividade, exigimos respeito do prefeito”, completa Aidar.
Humberto Aidar  afirmou ainda que não concorda com alguns atos na administração municipal que, na sua opinião, estão deixando Goiânia esquecida. Segundo o deputado, no jogo de esconde esconde, Paulo Garcia ainda aguarda aceno do ex-prefeito Iris Rezende (PMDB). “Paulo ainda fica nessa de aguardar o aceno de Iris, alguém não está nem ai pra ele”, dispara.
Apesar das críticas ao prefeito, Humberto Aidar salienta que não tem nada o que falar da pessoa de Paulo Garcia, mas administrativamente deixa a desejar. “Nada contra o Paulo, exemplar médico, mas a equipe dele é péssima, por isso Goiânia está nesse marasmo, esquecida”, reconhece o deputado petista.
Ainda sobre a administração do prefeito, Humberto Aidar criticou o PMDB com quem compartilha a culpa pela gestão mal avaliada perante a opinião da população. “O que está acontecendo aí não é só culpa do PT, é do PMDB também, eles ocupam as maiores secretarias”, afirma.
Aidar comentou ainda sobre a crise vivida pelo partido. Na opinião dele são coisas distintas que podem ou não respingar nas eleições de outubro. “Obvio que o partido vive um péssimo momento. Mas em termos regionais pode ser que o partido sofra menos do que se imagina”, acrescenta.
O parlamentar disse que está pronto para ir à convenção e que não vai participar de prévias. “Sou filiado ao partido há mais de 30 anos. Vou colocar meu projeto a disposição. Goiânia não pode continuar nesse marasmo. Eu vou para convenção independentemente de quem seja o escolhido do prefeito. Todo mundo sabe que é ele quem vai escolher”, completa.
Na visão do deputado, eleger o sucessor de Paulo Garcia em Goiânia não vai ser tarefa fácil, mas ele acredita não ser uma missão impossível. “Não será fácil para nós, mas esta é a oportunidade de mostrar um nome novo. Somos três deputados estaduais, não podemos ser desprezados”, finaliza Aidar.
A reportagem tentou contato com a assessoria de prefeito Paulo Garcia, mas não obteve retorno até o fechamento desta edição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here