Federação da Agricultura do Tocantins entra na guerra contra o Aedes aegypti

0
1207

A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins (FAET) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Tocantins (SENAR-TO) entraram com toda força na guerra contra o “Aedes aegypti”, como forma de esclarecer aos colaboradores da Instituição o perigo das doenças transmitidas pelo mosquito (dengue, chikungunya e zika vírus) e reforçar seu combate permanente.

Durante toda esta sexta-feira, 12, os próprios colaboradores do Sistema FAET/SENAR estarão fazendo um mutirão de combate ao mosquito, através de ações como dedetização de todas as áreas internas e externas da sede da Instituição, localizada em Palmas; limpeza dos lotes baldios ao redor da sede; limpeza das calhas e de todos os ambientes da Instituição. Estas ações também serão realizadas nos Núcleos do Sistema FAET/SENAR nos municípios de Araguaína, Gurupi, Araguatins e Arraias, bem como nos Sindicatos Rurais de todo o Tocantins.

Para o presidente do Sistema FAET/SENAR Tocantins, Paulo Carneiro, esta guerra contra o mosquito Aedes aegypti é de todos, e tem que ser realizada no seu ambiente de trabalho, em sua casa, no seu bairro e na sua cidade. “Não podemos nos omitir de nossa responsabilidade, e tenho certeza que vamos vencer esta batalha”, destacou Carneiro.

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil e o SENAR Brasil também já iniciaram uma campanha de combate ao mosquito. A ação do SENAR alerta sobre os perigos do mosquito e orienta a população rural sobre as formas de prevenção. Inicialmente, a campanha está sendo divulgada no site, Facebook e no Twitter da entidade. Haverá também distribuição de material informativo para todas as regionais do SENAR no país.

Mobilização

No último dia 5 deste mês, a ministra da Agricultura Kátia Abreu, anunciou, em Palmas, que está mobilizando os cerca de 30 mil servidores do Ministério da Agricultura, Conab, Embrapa e Ceplac em todo o país para uma grande campanha de combate ao mosquito nos municípios brasileiros. A ministra destacou o dia 13 de fevereiro como o dia Z de combate ao zickavirus.

Kátia Abreu informou, ainda, que há um esforço concentrado do governo federal para combater o mosquito. A ação é desenvolvida por todos os ministérios, com a participação também do Exército Brasileiro. A estratégia no âmbito do Ministério da Agricultura terá como instrumento, inicialmente, visitas de conscientização dos servidores do órgão às empresas e indústrias, demonstrando como se previne o mosquito, especialmente com a limpeza, nos mais de 3 mil frigoríficos e 3 mil laticínios, inscrito no SIF, em todo o Brasil. No Tocantins serão mobilizados cerca de 200 servidores que terão o auxílio de instrutores do Pronatec, SENAR e Federação da Agricultura do Estado. Já as residências serão visitadas pelos soldados do Exército.(Do Site Agora-TO)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here