Diminuem os focos do mosquito Aedes em Goiás

0
1433

O governador Marconi Perillo comandou na última terça-feira, dia 8, reunião do Comitê Executivo Goiás Contra a Dengue, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia, junto com o secretário da Saúde, Leonardo Vilela. Na oportunidade foram apresentados números parciais da força-tarefa, que constataram diminuição significativa no percentual de domicílios com foco do mosquito.

Em janeiro, foram encontrados focos em 3,99% das residências visitadas pelos agentes de saúde no Estado. Em fevereiro, este número caiu para 2,11% e, em março, 1,17%, conforme apurado até esta terça-feira. Desde janeiro, um dos eixos principais de atuação da força-tarefa é a chamada Patrulha do Desenvolvimento. Ela usa maquinários (caminhões, escavadeiras e pás carregadeiras) e atua no interior goiano para eliminar focos do mosquito em locais com altos índices de infestação.

Os resultados, segundo Leonardo, são animadores. Dos 246 municípios, 106 haviam sido classificados como “críticos” por possuírem mais de 4% de imóveis com focos do mosquito. Em fevereiro, esse número caiu para 16 imóveis. Na avaliação do secretário, os resultados são positivos. “Eliminamos 60 mil criadouros. Cada criador tem potencial para originar mil mosquitos. Ou seja, impedimos 60 milhões de mosquitos de nascerem e picarem as pessoas”, contabilizou.

Corpo de bombeiros
A atuação do Corpo de Bombeiros no combate ao mosquito recebeu elogios do Superintendente Executivo da Saúde, Halim Girade: “Absolutamente excepcional. Um trabalho digno, que fortaleceu muito a Secretaria de Saúde.” Em cada município, um membro do Corpo de Bombeiros faz a coordenação da força-tarefa, além de atuarem diretamente na remoção dos focos do mosquito. Estão envolvidos na força-tarefa prefeitos, vereadores, técnicos da Secretaria da Saúde e também o Exército Brasileiro.

A secretária da Educação, Raquel Teixeira, apresentou projeto que está em andamento nas escolas, em parceria com o Jornal Tribuna do Planalto. O periódico promove há 12 anos o projeto Goiás na Ponta do Lápis, que este ano terá como tema o combate ao Aedes.

De acordo com a secretária, o concurso vai premiar histórias sobre como eles próprios estão enfrentando a questão do combate ao mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika em suas comunidades. Os alunos apresentarão suas histórias por meio de redações, desenhos e vídeos. Os melhores serão premiados. “As redes estadual, municipais e privadas estão envolvidas também. Esperamos alcançar 1,8 milhão de alunos com a ação”, projetou.

Participaram também da reunião do Comitê Mario João de Souza (superintendente Executivo da Secima), coronel Carlos Helbingen (comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás), Joaquim Mesquita (secretário da Segplan), Carlos Ronay (diretor da Agetop), Luiz Maronezi (superintendente Executivo da SED), José Taveira (presidente da Saneago) e a secretária Lêda Borges (Secretaria Cidadã).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here