“Combate ao Aedes deve ser permanente”

0
3250
Apesar da redução no número de notificações de pessoas infectadas, a luta contra o mosquito transmissor de várias doenças não pode ter trégua” - Leonardo Vilela

Secretário Estadual de Saúde, Leonardo Vilela afirma que só é possível enfrentar eficazmente o mosquito Aedes Aegypti com conscientização e efetiva participação da população

Fabiola Rodrigues

A mobilização para combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya, deve ser permanente, até a erradicação dessas doenças. Em Goiás os esforços do Governo do Estado e dos municípios na ação Goiás contra o Aedes conseguiram diminuir o índice de infestação do mosquito de 3,99%, em janeiro, para 1,53%, em março. Essa redução significa nas visitas realizadas pela força-tarefa para erradicar o mosquito em Goiás foram encontrados, em março, 61% menos focos do mosquito nos imóveis visitados, em relação a janeiro.
Mas para erradicar o mosquito o esforço de combate precisa continuar. O secretário Estadual de Saúde, Leonardo Vilela, diz que não é possível estabelecer uma data exata para que se consiga derrotar de vez o Aedes aegypti. Para ele, o sonho de livrar Goiás do mosquito depende da colaboração constante entre o governo e a população.
“No século passado o Brasil levou 40 anos para erradicar o Aedes aegypti. Em 1955 não existia sinais do mosquito. Hoje a reinfestação é maior. Sem a ajuda das pessoas no combate nunca vamos conseguir, mas o importante é começar”, diz secretário da saúde.
Certa de 80% dos criadouros do mosquito estão dentro das casas. A conscientização dos moradores, portanto, será o diferencial para vencer essa guerra.
“Os números de notificações de pessoas infectas apresentaram redução significativa, mas não é o suficiente. A luta continua. As vistorias feitas nas residências pelos moradores devem ser realizadas incansavelmente”, destaca Leonardo Vilela.
Se um morador de cada casa tirar dez minutos por semana corretamente para vistoriar o quintal e pontos que podem servir de criadouros do mosquito dentro de casa, essa simples ação aumenta consideravelmente as chances de erradicar o Aedes aegypti mais rapidamente – afirma o secretário de Saúde.
A chegada do outono e consequente fim das chuvas em Goiás, a partir de agora, faz cair consideravelmente o número de notificações de casos de doenças transmitidas pelo Aedes, principalmente dengue, porém essa diminuição deve ser vista com cautela. Na Secretaria Estadual de Saúde, a ordem é não desmobilizar a luta contra o mosquito.
O secretário Leonardo Vilela diz que a secretaria está se programando para definir como será a forma de combate ao mosquito a partir do dia 1º de julho. Até o começo de maio as estratégias serão divulgadas.
“A partir do mês de abril os moradores precisam continuar fazendo vistorias nas casa. E os agentes de saúdes nos logradouros públicos. O mosquito se reproduz o ano inteiro mesmo com pouca chuva”, observa o secretário da saúde.
Além disso, os ovos do Aedes aegypti podem permanecer inertes em locais secos por até um ano e, ao entrar em contato com a água, desenvolvem-se rapidamente – num período de sete dias, em média.


“Precisamos da ajuda dos alunos
no combate ao mosquito”

Mobilização da comunidade escolar é fundamental no combate o Aedes aegypti
Mobilização da comunidade escolar é fundamental no combate o Aedes aegypti

O concurso “Goiás na Ponta do Lápis”, que este ano está em sua 12ª edição com o tema: “Histórias reais de combate ao Aedes”, é mais uma forma importante de conscientização da população para o combate permanente contra o Aedes aegypti. Em entrevista exclusiva ao Tribuna do Planalto, que realiza o concurso em parceria com o Governo de Goiás, o secretário Leonardo Vilela elogiou a escolha do tema. A participação da comunidade escolar na mobilização de todos para combater o mosquito é fundamental para conseguir a eliminação total dos focos do Aedes em Goiás – avalia Leonardo Vilela.
“A criança tem uma capacidade de absorver as informações e colocar em prática muito mais rápido do que um adulto. Por isso precisamos da ajuda dos alunos no combate ao mosquito”, diz o secretário da Saúde.

Secretaria de Saúde e demais órgãos estaduais estão mobilizados contra o Aedes
Secretaria de Saúde e demais órgãos estaduais estão mobilizados contra o Aedes

O concurso de redação, desenho, fotografia e vídeo é direcionado aos estudantes do Ensino Fundamental e Médio de todo o Estado e Leonardo Vilela espera que todos os 246 municípios goianos sejam alcançados na mobilização. Ele lembra que para atingir a meta de 1% de criadouros do mosquito nas residências em todo o estado, a efetiva participação dos estudantes é imprescindível.
“Quase todas as famílias têm um aluno que estuda em alguma instituição de ensino. Tenho certeza que a maioria vai apresentar trabalhos excelentes durante o concurso”, observa Leonardo Vilela.


Secretário dá dicas para
participantes de concurso

Leonardo Vilela exibe cartaz de divulgação do concurso realizado pela Tribuna do Planalto com o tema “Histórias reais de combate ao Aedes”
Leonardo Vilela exibe cartaz de divulgação do concurso realizado pela Tribuna do Planalto com o tema “Histórias reais de combate ao Aedes”

O secretário lembra que é importante que os estudantes tenham práticas de combate ao Aedes dentro de casa, permanentemente. Inspecionar o quintal ou jardim da residência, verificar se tem garrafas, pneus, latas embalagens plásticas que possam acumular água parada. São ações que ele sugere para os alunos executarem e, assim, ajudar na produção dos trabalhos.
As crianças menores podem pedir aos pais para olharem as calhas porque se ela estiver entupida se transforma em um criatório para o mosquito Aedes se proliferar. A caixa d’água é outro local que precisa de atenção constante.
“Precisa de vistoria semanal bastante minuciosa. Os estudantes fazendo isso terão experiências concretas e vão dominar o tema do concurso muito bem”, lembra Leonardo Vilela.
O 12º Concurso de Redação, Desenho, Fotografia e Vídeo Goiás na Ponta do Lápis, realizado pela Tribuna do Planalto em parceria com as secretarias estaduais de Educação, Cultura e Esporte e de Saúde, está com inscrições abertas. Elas podem ser feitas através do site www.tribunadoplanalto.com.br para todos os alunos matriculados nas redes estaduais, municipal ou particulares de ensino até o dia 15 de maio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here