Projeto Orelhinha realiza triagem de pacientes, em goiânia, no dia 08 de abril

0
1300

O evento acontece no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas Projeto já realizou o sonho de 10 mil pessoas, em seis anos de existência, em nove cidades brasileiras

No próximo dia 8 de abril, sexta-feira, o Projeto Orelhinha, que viabiliza o acesso de pacientes de baixa renda à cirurgia corretiva da orelha de abano, chega a Goiânia! Nesta data, o Instituto Orelhinha realizará uma triagem de pacientes interessados no atendimento na cidade de Goiânia, às 14h, no auditório da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas de Goiânia). A Câmara fica na Rua 08, nº 626, no Setor Oeste. O evento é aberto e gratuito. As informações podem ser obtidas por telefone 0800 718 7804, site www.projetoorelhinha.com.br ou e-mail contato@projetoorelhinha.com.br.

O Projeto Orelhinha, uma iniciativa do Instituto Orelhinha, já beneficiou cerca de 10 mil pessoas, desde sua fundação, em nove cidades brasileiras. O projeto não recebe patrocínio, funciona como organização sem fins lucrativos, e atende a crianças, jovens e adultos com histórico de dificuldade de socialização e baixa autoestima em função do aspecto das orelhas. De acordo com o fundador, o cirurgião plástico Marcelo Assis, conhecido carinhosamente como Dr. Orelhinha, a demanda pelo serviço tem sido enorme. “Como não recebemos patrocínios, não conseguimos realizar todas as cirurgias gratuitamente e sim a um preço infinitamente mais baixo. Uma cirurgia de correção das orelhas de abano, conhecida como otoplastia, custa entre R$ 6 mil e R$ 8 mil. Para pacientes atendidos pelo Projeto Orelhinha, o valor é reduzido para cerca de R$1.950,00, ou 30% do preço normal”, explica o cirurgião.

Parte da receita obtida é destinada ao atendimento inteiramente gratuito de crianças com histórico de bullying, baixo rendimento escolar e dificuldades de socialização. Para receber o benefício, o paciente deve ser encaminhado por serviço de assistência social ou psicológica e apresentar, documentos, laudos e atestados que demonstrem a necessidade do atendimento e a falta de recursos financeiros para custear o procedimento.

Atualmente, o Projeto Orelhinha está presente em cidades como Campinas, Fortaleza, Belo Horizonte, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Brasília, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro e também no Distrito Federal. Além da ação de saúde, o Projeto promove um trabalho educacional de conscientização e orientação quanto ao bullying a partir da distribuição gratuita de uma cartilha educativa em escolas e instituições interessadas no tema. Segundo especialistas, cerca de 5% da população sofrem com o problema.

O trabalho da entidade compreende ações de orientação, triagem, análise social e encaminhamento ao atendimento médico, além de suporte pré e pós-operatório.

O Projeto Orelhinha mobiliza parcerias voluntárias entre cirurgiões, hospitais e anestesistas. Atualmente, há vinte cirurgiões, em diferentes estados, que participam do projeto. Os serviços de saúde de cada localidade passam por capacitação e treinamento, de modo a assegurar uma uniformidade no atendimento, sempre resguardadas, contudo, as particularidades de cada caso concreto e a independência do ato médico.

Serviço

Data e horário: 08 de abril (sexta-feira), às 14hs

Local: Auditório da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas de Goiânia), na Rua 08, nº 626 – Setor Oeste

Contatos: 0800 718 7804, pelo site www.projetoorelhinha.com.br ou pelo endereço de e-mail contato@projetoorelhinha.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here