Gustavo Mendanha prega humildade e busca unidade da base de Maguito para vencer

0
1333
Pré-candidato a prefeito de Aparecida de Goiânia pelo PMDB, vereador Gustavo Mendanha

Escolhido por Maguito Vilela como pré-candidato a prefeito de Aparecida de Goiânia pelo PMDB, o vereador Gustavo Mendanha iniciou imediatamente após o anúncio de seu nome o processo de aglutinação das forças políticas ligadas aos demais pré-candidatos que disputaram com ele a indicação interna no partido. Ao que tudo indica, esta semana Gustavo deve ter ao seu lado todos os demais pré-candidatos, conforme quer o prefeito. Passada esta etapa, o vereador vai para as ruas ouvir a população. “A gente vai começar a montar a estrutura para escutar a população e elaborar um plano de governo”, afirmou. Apesar do respaldo político do grupo de Maguito, o pré-candidato diz que é preciso ter humildade e repeito com os adversários.“Temos que manter os pés no chão. Ainda há um caminho longo para percorrer até a eleição”. A unidade da base também é fundamental para a vitória. “O projeto não é do Gustavo Mendanha, é do grupo”, afirma.


“Esse é um assunto que está sendo tratado pelo Congresso Nacional e há uma pressão muito forte da sociedade no sentido de que alguma coisa mude no Brasil”

Governador Marconi Perillo (PSDB) ao falar à imprensa, na sexta-feira, dia 15, sobre o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT) que tramitava na Câmara Federal.


Pagamento em dia
Em tempo de crise econômica e incerteza política, o governador Marconi Perillo (PSDB) trabalha com os pés no chão e segura as rédeas do Estado. Para ele, a meta primordial neste momento é manter em dia a folha de pagamento e o custeio de áreas essenciais de sua gestão.

Situação privilegiada
Essa situação de Goiás pode ser considerada priviligiada se comparada com outros estados, como o Rio de Janeiro, por exemplo. E isto se deve a uma série de medidas de contenção de gastos implementadas por Marconi Perillo que levaram a administração estadual a deixar de gastar R$ 3,5 bilhões no ano passado. Marconi garante também que vai cumprir os parcelamentos dos reajustes já acordados e o piso salarial das categorias dos servidores públicos, “como sempre fizemos”.


“Jovadeus”
Deputado federal Jovair Arantes, líder do PTB na Câmara Federal, ganhou popularidade no Brasil e, principamente, no Congresso Nacional nos últimos dias. Por ter sido o relator da Comissão do Impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT) e pedido o impedimento dela, o parlamentar goiano passou a ser chamado pelo colegas, em Brasília, de  “Jovadeus”. Seu nome já é cogitado para ser o próximo presidente Câmara.

Contra Dilma
Deputados federais goianos que votaram pelo impeachment de Dilma: Célio Silveira (PSDB); Fábio Sousa (PSDB);  Giuseppe Vecci (PSDB), Daniel Vilela (PMDB); Pedro Chaves (PMDB); Roberto Balestra (PP); Hueler Cruvinel (PSD); Thiago Peixoto (PSD); João Campos (PRB); Delegado Waldir (PR); Magda Moffato (PR); Lucas Vergílio (SD); Jovair Arantes (PTB); Marcos Abrão (PPS) e Alexandre Baldy (PTN).

Articulação 24 horas
Ex-deputado federal Sandro Mabel (PMDB) passou os últimos dias em Brasília. Ao lado do vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP) e do presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Mabel articulou 24 horas por dia pelo impcheament da presidenta Dilma Rousseff (PT).

PSDB indeciso em Trindade
Ainda é uma incógnita o futuro político do prefeito de Trindade, Jânio Darrot (PSDB). Na cidade, comenta-se que ele não deve sair candidato, deixando caminho livre para o vice-prefeito, Gleysson Cabriny, também do PSDB. Empresário da área de confecção, Jânio estaria pressionado pela família a não entrar numa nova batalha eleitoral. Vejamos as cenas dos próximos capítulos.

Quatro contra um
Está confirmado: Fernando Nazaré (PPS), atual vice do prefeito de Hidrolândia, Paulo Sérgio (DEM), é pré-candidato a prefeito nas eleições deste ano na cidade. Ele faz parte do grupo de quatro jovens pré-candidatos, filhos do município, que têm grande potencial político e administrativo. É a terceira via ameaçando a já tida como certa reeleição de Paulinho.

Brigados
Fernando Nazaré é vice de Paulo Sérgio até dia 31 de dezembro. Mas a partir de agora, politicamente, estão de lados opostos. O vice saiu brigado com o prefeito. Tirou tudo de seu gabinete.

Convite recusado
Vereador William Ludovico (SD), de Aparecida de Goiânia, recusou no final do mês passado convite do governador Marconi Perillo para assumir cadeira na Assembleia Legislativa, em substituíção a Carlos Antônio, que trocou o SD pelo PSDB, para ser candidato da base do governador a prefeito de Anápolis.

Motivos
Carlos Antônio, o Carlinhos como é conhecido na Manchester Goiana, deixaria o Legislativo estadual para se dedicar exclusivamente à campanha em Anápolis. William Ludovico declinou do convite por dois motivos: não aceitou condição imposta a ele para se filir ao PSDB e, depois, por ter assumido compromisso com o deputado federal Jovair Arantes, presidente regional do PTB, de ser candidato a prefeito de Aparecida de Goiânia pela legenda.

Aposta em ACM Neto
Ficou claro no programa nacional do Democratas, veiculado na noite de quinta-feira, dia 14, que aposta do partido para uma composição com o PSDB para formação de chapa presidencial em 2018 é o prefeito de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto, o ACM Neto. O prefeito teve 3 minutos e 40 segundos para falar de sua gestão na capital baiana

Peso político
Para os senadores do partido, como foi o caso de Ronaldo Caiado, de Goiás, o tempo foi de apenas 30 segundos. Como se sabe, no cenário nacional um senador tem mais peso  político do que um prefeito. Assim, fica claro que o DEM está apostando mais em ACM Neto para 2018 do que em outras lideranças do partido. Ou será que só tinha a gestão de Salvador para mostrar ao povo brasileiro?

Novo mensalão?

Circulou por aí que deputados federais goianos teriam sido procurados por emissários petistas que propuseram a eles  R$ 1 milhão para não comparecer na votação e R$ 2 milhões para votar a favor da permanência da presidenta Dilma Rousseff. Todos teriam dito “não” à proposta. Será mesmo que isto aconteceu?


Rápidas

O Ministério Público Federal em Goiás recomendou  sexta-feira, dia 15, que as polícias Civil, Federal e Rodoviária Federal impedissem a participação de estrangeiros em atos políticos em Brasília.
A polícia abordou três ônibus carregados com bolivianos, em Goiânia, na quinta-feira, dia 14. Mas ficou provado depois que eles vieram a Goiás para evento de uma empresa do ramo imobiliário, no Lago de Corumbá 4, e não foram à Brasília.
Dos deputados federais goianos da base política do governador Marconi Perillo nenhum deles votou a favor da manutenção da presidenta Dilma Rousseff no cargo. Até dias atrás Marconi dizia que apoiava Dilma.
A promotora Leila Maria de Oliveira quer saber porque a SanPeres Avaliação e Vistoria de Veículos Ltda atrasa o repasse de 15% da receita do serviço ao Detran. O não repasse em dia pode resultar em improbidade administrativa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here