“O Estado está no caminho certo”, afirma Marconi

0
1912
Marconi Perillo: cumprir compromisso com os servidores

O governador Marconi Perillo saiu ainda mais otimista da reunião na manhã de quint-feira, dia 13,  com secretária da Fazenda, Ana Carla Abrão e técnicos da pasta, com os quais avaliou os resultados da modernização das políticas fiscais e fazendárias. “O Estado está no caminho certo, trabalhando para ajudar o País a sair da crise”, disse, acrescentando que o objetivo primordial é manter em dia a folha de pagamento e o custeio de áreas essenciais.
Marconi garantiu que vai cumprir os parcelamentos dos reajustes já acordados e o piso salarial das categorias, “como sempre fizemos”. No entanto, demais reajustes de data-base só serão analisados quando houver condições financeiras. “Nossa principal preocupação é manter o custeio e o pagamento da folha em dia”, confirmou, ao ressaltar o esforço, também prioritário, para manter a boa qualidade em áreas fundamentais como Saúde, Segurança e Educação.
O governador lembrou que essa garantia só é possível graças ao ajuste fiscal, administrativo e fazendário em curso. “Muitos reclamaram dos parcelamentos (de reajustes), mas nós sabíamos que a crise ia ser muito pior do que imaginávamos. E, hoje, muitos Estados estão entrando em colapso”, observou, ao citar o Rio de Janeiro, onde os salários dos servidores já completaram dois meses de atraso. “Aqui, estamos pagando 110 mil servidores no mês trabalhado, e o restante, dentro da lei”, exemplificou.

R$ 3,5 bilhões
Essa situação diferenciada do Estado só é possível graças a ações que levaram a administração estadual a deixar de gastar R$ 3,5 bilhões no ano passado. Lembrou ainda que os reajustes já concedidos foram acordados tendo como base um cenário de crescimento econômico. “Mas a economia desabou, o PIB desabou, e os aumentos concedidos, com base na previsão do crescimento, não se consumaram”, explicou.
Ele também falou do efeito psicológico das medidas de ajustes tomadas por seu governo, desde o início do ano passado. “Todos percebem o esforço do governo pra reduzir custos, as despesas, pois ninguém quer um governo perdulário”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here